Notícias | Copa Davis
Capitão brasileiro diz que já esperava o equilíbrio
07/04/2018 às 11h31

Monteiro terá outro jogo importante neste sábado

Foto: Matheus Joffre/CBT

Barranquilla (Colômbia) - O Brasil perdeu boa chance de vencer os dois primeiros jogos de simples do duelo que faz contra a Colômbia, sobre piso sintético, na luta por vaga na repescagem para o Grupo Mundial da Copa Davis de 2019. O capitão brasileiro João Zwetsch considerou o empate por 1 a 1 de sexta-feira como normal, depois da vitória tranquila de Thiago Monteiro e da virada sofrida por Guilherme Clezar.

"O dia foi de jogos importantes. Já esperávamos um confronto equilibrado", avalia Zwetsch. "O (Thiago) Monteiro fez um grande jogo tanto na parte de estratégia quanto na parte técnica, foi muito bem, apresentou um tênis de alto nível. O Gui no segundo jogo começou muito bem no primeiro set, depois caiu fisicamente, baixou um pouco a pegada e o adversário se aproveitou e cresceu muito no jogo".

Monteiro gostou de sua atuação diante do experiente Santiago Giraldo, em que cedeu apenas três games em partida de 60 minutos. "Sem dúvida, foi um jogo muito bom, acho que eu estava muito bem preparado. A semana de treino aqui foi bem positiva. Entrei em quadra esperando um jogo difícil contra um cara que joga bem nessas condições, mas consegui impor bem minha tática e meu ritmo de jogo. Saquei muito bem também, não deixei ele tão confortável nas devoluções, que é um dos pontos fortes dele. Usei bastante o forehand, que foi importante", destacou o canhoto cearense.

Depois da importante partida de duplas deste sábado, prevista para 17 horas com Marcelo Melo e Marcelo Demoliner diante de Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, caberá a Monteiro um jogo decisivo diante do jovem Daniel Galan. "Observei um pouco o jogo dele para definir a tática para amanhã junto com o capitão. Galan joga até um pouco parecido com o Giraldo, tem o backhand bem bom mas o forehand ele deixa um pouco mais de tempo para jogar. É um cara que saca muito bem, que gosta de ir para cima", diz Monteiro.

Caso haja empate após o quarto jogo, a decisão acontece no final da rodada deste sábado entre Clezar e Giraldo. Os dois capitães poderão fazer substituições. O Brasil tem João Pedro Sorgi e os colombiano, Alejandro González.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series