Notícias | Dia a dia
Para Navratilova, Venus pode jogar até os 40 anos
16/04/2018 às 18h57

Atual número 8 do mundo, Venus completa 38 anos em junho

Foto: Arquivo

Miami (EUA) - O bom momento na carreira de Venus Williams e sua longevidade no circuito foram temas da coluna semanal da ex-número 1 Martina Navratilova para o site da WTA. Na opinião de Navratilova, outra jogadora que teve uma carreira muito longa, é possível que Venus atue até os 40 anos e possa atuar nos Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020.

"Eu posso ver Venus Williams jogando até os 40 anos. Ela faz 38 em junho, mas se você olhar como ela está jogando e onde ela está no ranking, ainda dentro do top 10, ela parece não ter envelhecido. Ela encontrou uma maneira de se manter descansada e saudável, evitando o desgaste", escreveu Navratilova.

O fato de Venus ocupar atualmente o oitavo lugar no ranking e disputado duas finais de Grand Slam no ano passado, na Austrália e em Wimbledon, além do vice-campeonato no WTA Finals, corroboram com a opinião da ex-número 1 do mundo. "Venus está lutando por títulos toda vez que ela joga um torneio. Se ela permanecer saudável e motivada, não há como dizer o que ela pode fazer".

Martina ainda destacou sobre as atuações extra-quadra de Venus, especialmente no ramo de negócios. Para a tcheca naturalizada norte-americana, os interesses externos foram uma barreira em outro momento da carreira da mais velha das Williams, mas isso mudou nos últimos anos. "Ter interesses fora do tênis, incluindo sua empresa de design de interiores e sua linha de roupas, ajudou Venus a evitar o desgaste".

"É bom ter interesses em outras áreas porque isso amplia sua visão do mundo e tira um pouco sua mente do tênis. Isso pode até ter atrapalhado Venus no passado, já que ela estava um pouco dispersa por um tempo, mas agora todas essas atividades estão realmente trabalhando a seu favor".

Outro ponto abordado por Navratilova foi o fato de cada vez mais tenistas jogarem em alto nível após os 30 anos e ela elencou algumas razões que as carreiras fiquem mais longas. "No tênis feminino e também no masculino, há mais jogadores em seus 30 e poucos anos se destacando, incluindo Roger Federer e Serena Williams. Isso se tornou mais comum e os jogadores já não precisam mais responder à pergunta: 'Por quanto tempo vocês vão jogar?'"

"Todo mundo sabe mais sobre como cuidar de si mesmo, porque eles já fizeram isso por toda a carreira para que o corpo não sofra tanto desgaste. Mesmo que o tênis esteja cada vez mais físico, os atletas estão jogando menos, o atendimento médico e a preparação são muito melhores, as viagem são mais fáceis, e a alimentação que os atletas consomem foram levadas para um nível totalmente novo".

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis