Notícias | Dia a dia
Em grande jogo, Pliskova supera Ostapenko e faz semi
27/04/2018 às 19h30

Pliskova alcança a segunda semi do ano e tenta alcançar sua 20ª final na carreira

Foto: Divulgação

Stuttgart (Alemanha) - Um grande jogo de tênis definiu a última vaga nas semifinais do WTA Premier de Stuttgart. Karolina Pliskova garantiu vaga na penúltima rodada do torneio no saibro alemão ao superar a campeã de Roland Garros Jelena Ostapenko, número 5 do mundo. A ex-líder do ranking e atual sexta colocada lutou por 2h18 e marcou as parciais de 5/7, 7/5 e 6/4.

A vitória desta sexta-feira foi a terceira de Pliskova em quatro jogos contra Ostapenko. A tcheca de 26 anos alcança sua segunda semifinal da temporada, repetindo a boa campanha da primeira semana de 2018 em Brisbane. Em sua terceira participação no torneio de Stuttgart, a ex-número 1 do mundo passa das quartas pela primeira vez.

No encontro entre duas jogadoras muito agressivas, foram raras as trocas de bola mais longas. Ostapenko começou a partida em ritmo arrasador. Com dois bons games de saque, devoluções agressivas e comandando as ações do fundo de quadra, a letã venceu doze dos primeiros quinze pontos jogados e largou vencendo por 3/0.

A reação de Pliskova viria no quinto game, quando ela devolveu a quebra. Além de ter contado com uma dupla falta e dois erros da letã, a tcheca conseguiu um ótimo winner com o backhand explorando o contrapé da jovem adversária. O jogo ficou equilibrado e Ostapenko salvou dois break points quando o set estava empatado por 4/4. Já no 12º game, a letã conseguiu ótimas devoluções e quebrou Pliskova de zero, liderando a contagem de winners na parcial por 17 a 5.

Depois de começar o segundo set com dificuldades para confirmar o saque, Pliskova foi a primeira a quebrar, mas não sustentou a vantagem por muito tempo e cedeu o empate no sexto game. A tcheca conseguia definir os pontos com mais frequência, aumentando seu número de winners no set para 11. Além disso, a ex-líder do ranking era firme do fundo de quadra ao cometer apenas cinco erros não-forçados. Com essa combinação, Pliskova conseguiu uma importante quebra no fim da parcial para empatar o jogo.

A parcial decisiva começou com games muito longos. Desta vez, era Ostapenko quem mais sofria para manter o saque. Pliskova aproveitou as chances para conquistar duas quebras consecutivas, perdendo um game de serviço entre elas. Sacando para o jogo, a tcheca precisou salvar três break points antes de confirmar a vitória de virada. Ainda que Ostapenko tenha liderado nos winners por 50 a 28, a letã também cometeu 37 erros contra 21 da tcheca.

Pliskova tenta alcançar a vigésima final da carreira que já conta com nove troféus na elite do circuito. A tcheca terá na semifinal, marcada para às 13h30 (de Brasília) deste sábado, um duelo inédito contra Anett Kontaveit. Estoniana de 22 anos e 31ª do ranking, Kontaveit lutou por 2h55 para derrotar a russa Anastasia Pavlyuchenkova por 7/5, 6/7 (6-8) e 6/4. 

Esta é mais uma boa campanha no saibro para Kontaveit, que chegou às quartas na edição passada de Stuttgart e ainda repetiria a dose em Roma três semanas depois. Dona de apenas um título no circuito, conquistado na grama de 's-Hertogenbosch, a estoniana pode alcançar a terceira final de sua carreira profissional.

O sábado de semifinais tem início às 10h50, com a partida entre a norte-americana Coco Vandeweghe e a francesa Caroline Garcia. As duas protagonizam o primeiro encontro no saibro e o terceiro no geral, sendo que cada jogadora levou a melhor uma vez. Aos 26 anos, a 16ª colocada Vandeweghe tenta alcançar sua sexta final da carreira. Já Garcia é número 7 do mundo e tenta decidir um torneio pela oitava vez.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis