Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Dimitrov espera enfim ir longe em Roland Garros
24/05/2018 às 10h06

Dimitrov nunca passou da 3ª rodada em Paris

Foto: Arquivo

Paris (França) - Pelo oitavo ano consecutivo o búlgaro Grigor Dimitrov estará em ação em Roland Garros que é disparado o pior dos Grand Slam para ele. Nas sete participações anteriores, o atual número 5 do mundo conseguiu somar apenas cinco vitórias e sua melhor campanha no saibro parisiense foi a terceira rodada, alcançada em 2013 e 2017.

"O saibro sempre foi uma superfície na qual eu mais precisei trabalhar para evoluir. Nunca tive bons resultados em Roland Garros, mas acredito que minha preparação neste ano foi boa. Se conseguir jogar da maneira como espero, é bem provável que vença muitas partidas, mas isso só vou conseguir se continuar trabalhando duro dia após dia", afirmou Dimitrov em entrevista ao Sport 360º.

Apesar de estar animado para a competição, o búlgaro não foi bem nos dois últimos Masters 1000 no saibro, caindo na estreia tanto em Madri como em Roma. Seu melhor desempenho na terra batida em 2018 foi a semi no Masters 1000 de Monte Carlo, seguida pelas quartas de final no ATP 500 de Barcelona.

"Não tenho como explicar exatamente meus maus resultados aqui em Roland Garro. É um torneio grande e cada partida que você disputa sempre é muito complicada e não tenho uma razão específica para as minhas derrotas", comentou Dimtrov.

"Como em todo torneio que disputo, tento dar 100% e nem sempre é o suficiente. Perder cedo nestes torneios é uma porcaria, mas não posso me abater pois já na semana seguinte há mais uma competição pela frente", finalizou o búlgaro, que será cabeça de chave 4 em Paris e por isso não cruzará com o espanhol Rafael Nadal antes das semifinais.

Comentários