Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Dimitrov e Nishikori escapam da derrota após 4h
30/05/2018 às 13h47

Dimitrov nunca chegou às oitavas em Paris

Foto: Site oficial

Paris (França) - Faltou pouco para Roland Garros perder seu primeiro top 10 neste ano. Sofrendo novamente sobre o saibro, o búlgaro Grigor Dimitrov precisou de cinco sets e ainda se valeu da falta de físico do adversário para anotar a dura vitória por 3 sets a 2, com parciais de 6/7 (2-7), 6/4, 4/6, 6/4 e 10/8, após 4h19.

Sem jamais ter chegado sequer às oitavas de Roland Garros até hoje, Dimitrov marcou sua 50ª vitória de Grand Slam sem conseguir impor um estilo mais agressivo diante do adversário de 21 anos. Vindo de cinco sets na estreia diante de Nicolas Jarry, Donaldson passou a sentir problemas musculares ainda no quarto set e chegou a sacar por baixo duas vezes no final da partida.

O adversário de Dimitrov na sexta-feira será o veterano espanhol Fernando Verdasco. O canhoto que é cabeça 28 marcou a 100ª vitória de Grand Slam da carreira ao superar sem sustos o quali argentino Guido Andreozzi, por 6/3, 6/2 e 6/2. O vencedor tem chance de encarar Novak Djokovic nas oitavas, caso o sérvio supere Roberto Bautista.

Kei Nishikori por sua vez encarou verdadeiro clima de Copa Davis no estádio Philippe Chatrier e também se viu atrás do placar por 2 sets a 1 antes de enfim dominar o estilo versátil de Paire com placar final de 6/3, 2/6, 4/6, 6/2 e 6/3, após 4h01. E ele irá encarar a torcida local pelo terceiro jogo seguido, uma vez que Gilles Simon passou pelo norte-americano Sam Querrey, por 1/6, 7/6 (7-3), 6/4 e 6/1. O japonês foi quadrifinalista de Paris em 2015 e chega na terceira fase pelo quarto ano seguido.

Outro que levou susto, mas reagiu com muito mais folga foi o belga David Goffin. Diante do garoto francês Corentin Moutet, canhoto de 19 anos, ele demorou para achar ritmo e se viu com 3/5 no primeiro set. Daí em diante, foi uma festa: venceu 14 games consecutivos, fazendo 7/5, 6/0 e 4/0, antes que Moutet diminuísse o prejuízo e caísse finalmente por 6/1. Cabeça 8, Goffin pode encarar outro homem da casa se Gael Monfils passar mais tarde pelo quali Martin Klizan.

No mesmo quadrante de Goffin, o espanhol Pablo Carreño salvou 19 de 21 break-points e superou o canhoto argentino Federico Delbonis, por 3 sets a 1 e parciais de 7/6 (7-0), 7/6 (7-2), 3/6 e 6/4. O cabeça 10 é favorito diante do italiano Marco Cecchinato, que encerrou o sonho do lucky-loser Marco Trungeliti, por 6/1, 7/6 (7-1) e 6/1.

Comentários