Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Serena diz que Sharapova é favorita para o duelo
02/06/2018 às 19h05

Serena não perde para Sharapova desde 2004 e venceu os últimos dezoito encontros

Foto: Divulgação

Paris (França) - Ainda que Serena Williams lidere o retrospecto contra Maria Sharapova por 19 a 2, que tenha vencido os últimos dezoito jogos entre elas, e que não perca para a russa desde 2004, a norte-americana jogou o favoritismo para sua adversária antes do duelo pelas oitavas de final de Roland Garros.

O motivo para isso é o fato de Serena estar disputando apenas seu terceiro torneio de simples desde o nascimento de sua filha, Alexis Olympia, em setembro, enquanto Sharapova vem mantendo sua rotina no circuito. Durante a temporada de saibro, a russa fez quartas em Madri e foi semifinalista em Roma, enquanto a norte-americana estava sem jogar desde março, em Miami.

"Francamente, ela é provavelmente a favorita neste jogo. Ela está jogando há mais de um ano agora e eu estou apenas começando", disse Serena. "Este é um de seus melhores pisos e ela sempre jogou muito bem aqui. Será uma boa oportunidade para eu ver em que nível estou e, com sorte, continuar seguindo em frente", acrescentou a norte-americana que nunca perdeu para Sharapova no saibro.

Serena também foi indagada sobre as passagens de sua vida pessoal que são retratadas na autobiografia de Sharapova, Unstoppable, lançada no ano passado. "O que livro diz são 100% boatos, o que é um pouco decepcionante", disse Serena. "O livro fala muito sobre mim. Eu não esperava estar lendo um livro sobre mim, e isso não era necessariamente verdade. Eu não sabia que ela olhava tanto para mim ou que estava tão envolvida na minha carreira".

"Estamos cada uma em um retorno por duas razões totalmente diferentes. Eu fui uma das poucas pessoas quando ela teve todo o seu incidente com doping [Sharapova recebeu uma suspensão de quinze meses por uso da substância proibida meldonium] que dizia que ela era corajosa em falar sobre isso. Eu não tenho nada negativo para dizer sobre Maria", complementou a jogadora de 36 anos.

A ex-líder do ranking recordou uma declaração que deu em sua volta às quadras, em Indian Wells, quando disse que numa escala "de zero a Serena, ainda estaria no 'S'" para se referir a seu nível técnico. Ela já passou por duas rivais do top 20 em Roland Garros, a 17ª colocada Ashleigh Barty e a número 11 do mundo Julia Goerges, a quem derrotou por 6/3 e 6/4 neste sábado.

"Estou definitivamente fora do S, pelo menos, mas ainda há um caminho pela frente. Estou na direção certa e sei que chegarei lá. A cada partida que eu disputo, estou melhorando, jogando contra oponentes mais difíceis e aguentando firme", avaliou a vencedora de 23 títulos de Grand Slam.

Comentários