Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Nadal mantém nível alto e vence a 900ª no circuito
04/06/2018 às 10h40

Nadal ampliou sua sequência de sets vencidos em RG

Foto: Divulgação

Paris (França) - No duelo dos dois últimos canhotos que restaram na chave masculina de Roland Garros, o amplo favoritismo do espanhol Rafael Nadal fez-se valer dentro da quadra e ele não teve grande dificuldade para derrubar o alemão Maximiliam Marterer em sets diretos, anotando parciais de 6/3, 6/2 e 7/6 (7-3) para chegar a sua vitória de número 900 no circuito.

O canhoto de Mallorca se firma como o quinto maior vencedor da Era Aberta e vai aos poucos se aproximando do quarto colocado, o argentino Guillermo Vilas, que soma 948 triunfos. O recordista é Jimmy Connors (1.256 vitórias), seguido por Roger Federer (1.149) e Ivan Lendl (1.068).

Agora, o número 1 do mundo terá pela frente o argentino Diego Schwartzman, cabeça de chave e 11, que conseguiu uma sensacionál virada para cima do sul-africano Kevin Anderson, 11º pré-classificado. Nadal leva ampla vantagem de 5 a 0 contra o 'hermano'.

Nadal também atingiu o recorde de maior número de presença nas quartas de final em Roland Garros na Era Aberta, empatando com as 12 do sérvio Novak Djokovic, que atingira a marca no domingo. Está será a 34ª vez que o atual líder do ranking vai tão longe em um Slam, empatando com Lendl na quinta colocação dos que mais atingiram as quartas.

Com mais uma vitória em sets diretos, o espanhol chega a 37 parciais seguidas no Grand Slam francês e fica cada vez mais perto do recorde do sueco Bjorn Borg, que conseguiu 41. Nadal chegou aos 234 triunfos nos quatro principais torneios do tênis mundial e se isolou como o terceiro maior vencedor, deixando os 233 de Connors para trás. À frente dele estão apenas Djokovic (244) e Federer (332).

Talvez a natural dificuldade de se adaptar a um adversário canhoto tenha feito Nadal começar a partida com mais erros do que o normal. Marterer foi ousado e aproveitou-se disso, abrindo 2/0 e com um forehand fácil para ir a 3/1. Não aproveitou. Logo depois, Rafa se aplicou nas devoluções, tomou a frente do placar e daí em diante voltou a seu padrão habitual, forçando muito com o forehand e se aproveitando do backhand defensivo pouco eficiente do alemão.

Com postura bem ofensiva, Nadal aumentou a pressão e passou a ir à rede para sufocar ainda mais Marterer e aí o segundo set ficou totalmente a sua mercê. Com 71% de primeiro saque, Nadal venceu 80% desses pontos.

O decampeão teve pequena queda de intensidade no terceiro set e permitiu quebra no quarto game do terceiro set, porém reagiu imediatamente e não deixou Marterer se empolgar. Ainda assim, alemão levou até o tiebreak e só se entregou no segundo match-point.

Comentários