Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Djoko sofre uma de suas piores derrotas em Slam
05/06/2018 às 15h00

Djokovic perdeu a 1ª para um rival que não era favorito em RG

Foto: Divulgação

Paris (França) - A derrota sofrida nesta terça-feira diante do italiano Marco Cecchinato, por  por 6/3, 7/6 (7-4), 1/6 e 7/6 (13-11), pelas quartas de final de Roland Garros foi uma das piores da carreira do sérvio Novak Djokovic em Grand Slam. Atual 72 do mundo, seu algoz no saibro italiano é o jogador com o terceiro pior ranking a derrubar o ex-número 1 do mundo em um dos quatro maiores torneios do circuito.

O revés mais doído que o tenista de Belgrado sofreu aconteceu na temporada passada, quando o uzbeque Denis Istomin o surpreendeu na segunda rodada do Australian Open. Na época, o responsável pela eliminação de 'Nole' figurava apenas na 117ª colocação no ranking da ATP.

Já a outra vez que Djokovic perdeu para um adversário de ranking mais baixo do que o de Cecchinato desta vez a situação era um pouco diferente, pois embora ocupasse a então modesta 75ª colocação, em Wimbledon 2008, o russo Marat Safin já havia liderando o ranking e conquistara dois títulos de Slam (US Open de 2000 e Australian Open de 2005).

Em Roland Garros, o sérvio nunca havia sido derrotado por oponente que não fosse cabeça de chave, já que até então sua pior derrota na competição acontecera em 2009, caindo na terceira rodada diante do alemão Philipp Kohlschreiber, que na época era o 29º pré-classificado e o 31º do mundo.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series