Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Sharapova: 'Ela fez muitas coisas melhores que eu'
06/06/2018 às 19h31

Sharapova só conseguiu vencer três games no duelo com Muguruza

Foto: Divulgação

Paris (França) - Eliminada nas quartas de final de Roland Garros, Maria Sharapova admitiu a superioridade de Garbiñe Muguruza no duelo em Paris. Nesta quarta-feira, a russa conseguiu fazer apenas três games diante da espanhola, número 3 do mundo, que avançou à penúltima rodada do Grand Slam francês.

"Ela fez muitas coisas melhores que eu. Ela era a jogadora mais agressiva e tinha mais profundidade na bola, acho que meus golpes ficaram forçados por causa disso e ela também sacou muito melhor do que eu", disse Sharapova após a derrota por 6/2 e 6/1 para Muguruza. Foi a primeira vez que a russa perdeu da rival em quatro duelos.

"Não quero apagar esse jogo completamente. Há muitas coisas que eu preciso olhar e trabalhar para depois desta partida. Acho que meu corpo vai precisar de um pouco de descanso, mas mentalmente estou pronta para a temporada de grama", acrescenta a russa que deve voltar às quadras em Birmingham, a partir de 18 de junho.

Além da campanha em Paris, Sharapova também chegou às quartas em Madri e foi semifinalista em Roma. Até por isso, ela considera que sua temporada de saibro foi positiva. "É difícil avaliar um único torneio. Acho que tenho que levar muitos fatores em consideração pelas últimas quatro semanas da temporada de saibro".

"Chegando a esta parte do ano, eu estava perdendo na primeira rodada em muitos torneios. As vitórias e os resultados que eu tive são sinais de que estou na direção certa, mas hoje certamente não foi um desses passos", comentou a russa, que foi eliminada na estreia dos torneios de Doha, Indian Wells e Stuttgart.

"Acho que há muitas coisas boas, como a forma como o meu corpo tem lidado com as partidas longas que joguei, e fazer muitos jogos em dias seguidos. Pensando em Roma e Madri, que é a sequência de torneios mais difícil do ano, terminar a série e se sentir razoavelmente saudável é muito importante", complementou a experiente jogadora de 31 anos.

Comentários