Notícias | Dia a dia
Ucraniano é pego no antidoping e suspenso por 21 meses
07/06/2018 às 20h27
Publicidade
Publicidade

Londres (Inglaterra) - A Federação Internacional de Tênis (ITF) anunciou nesta quinta-feira a punição ao ucraniano Yurii Dzhavakian. O jogador de 25 anos foi suspenso por 21 meses depois de violar termos do Programa Antidoping do Tênis.

Dzhavakian realizou um exame de urina no dia 9 de outubro do ano passado, durante um future realizado na cidade tailandesa de Nonthaburi. A amostra foi levada a um laboratório certificado pela WADA (Agência Mundial Antidoping) em Montréal e foi detectada a presença de dimetilamilamina, um estimulante que integra a categoria S6 da lista de substâncias proibidas da WADA.

Formalmente acusado, Dzhavakian admitiu a violação. Com isso, seu período de suspensão ficou compreendido desde o exame, em 9 outubro do ano passado até o dia 8 de julho de 2019. Os pontos e a premiação obtidos no future tailandês serão retirados, já que ele foi desqualificado do evento.

O tenista relatou ter consumido uma bebida, que misturava suco e um suplemento alimentar, entre os jogos de simples e duplas que realizou no dia do exame. Ele também admitiu não ter se informado sobre o conteúdo da bebida. O jogador aceitou as consequências propostas pela ITF e expressamente renunciou ao seu direito de ter uma em um Tribunal Independente. Ele também registrou um pedido de desculpas.

Dzhavakian aparece atualmente no 867º lugar do ranking da ATP e tem como recorde pessoal o 704º lugar alcançado em dezembro do ano passado. O ucraniano nunca disputou um jogo na elite do circuito ou em challenger. Ele acumula 35 vitórias em torneios future na carreira e disputou apenas uma final. Seu único título como profissional foi em um future de duplas em seu país natal, disputado no ano de 2014.

Comentários
Loja - livros
Mundo Tênis