Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Nadal faz 11ª final e busca recorde de Court
08/06/2018 às 13h17

Nadal salvou todos os sete breaks que encarou

Foto: Divulgação

Paris (França) - O susto que o espanhol Rafael Nadal levou nas quartas de final contra o argentino Diego Schwartzman serviu de lição para o duelo desta sexta-feira contra o também argentino Juan Martin del Potro, pelas semifinais de Roland Garros. O número 1 do mundo fez valer o favoritismo e levou a melhor em sets diretos, marcando parciais de 6/4, 6/1 e 6/2, em 2h13 de jogo.

Pela 11ª vez o canhoto de Mallorca estará na final no saibro parisiense e enfrentará o austríaco Dominic Thiem, contra quem jogou nove vezes e ganhou seis, em busca de igualar o recorde da australiana Margaret Court, tenista com mais títulos em um mesmo Grand Slam, tendo levantado a taça do Australian Open em 11 oportunidades.

Jogando sua 450ª partida sobre o saibro no circuito, Nadal alcançou sua vitória de número 414 neste piso e vai se aproximando do austríaco Tomas Muster, o terceiro maior vencedor da Era Aberta na terra batida, 426 triunfos. O recordista nesse assunto é o argentino Guillermo Vilas (631), seguido pelo espanhol Manuel Orantes (453).

Embora não seja o mais vitorioso em termos absolutos, o espanhol não encontra rivais quando o assunto é aproveitamento, chegando a 92% de triunfos no saibro, muito mais do que o segundo colocado, o sueco Bjorn Borg e seus 86% de aproveitamento. O tcheco naturalizado norte-americano Ivan Lendl é o terceiro (81%), seguido por Vilas (80%) e com o sérvio Novak Djokovic fechando o top 5 (79%).

A final de Roland Garros será a 24ª do atual líder do ranking em Slam, marca inferior apenas às 30 do suíço Roger Federer, que pode inclusive retomar a ponta da ATP caso Nadal não conquiste o título no domingo. Se o canhoto de Mallorca confirmar o favoritismo, ele seguirá no topo com mil pontos de vantagem em relação ao seu maior rival.

Nadal deu a largada na partida com o saque e logo no primeiro game teve que sair de um incômodo 0-30 para confirmar. O espanhol teve trabalho com os serviços em quase todos os games no set inicial, embora só em dois tenha enfrentado break-points contra, salvando três no terceiro game e mais três no nono. Do outro lado, bastou uma disputa mal jogada no 4/5 para Delpo ser quebrado e perder a parcial.

Os games de saque do espanhol seguiram trabalhosos no segundo set, apesar de efetivamente só encarar um break. Porém, a mudança aconteceu nos serviços do argentino, que levou duas quebras seguidas e saiu perdendo de 5/0, quando enfim confirmou um e evitou o 'pneu'. Nadal então tomou conta do jogo e manteve o ritmo alto, anotou mais duas quebras na parcial seguinte e assim selou sua décima vitória em 15 jogos contra Dal Potro.

Comentários