Notícias | Dia a dia | Roland Garros
Stephens: 'Estou orgulhosa, mas não satisfeita'
09/06/2018 às 17h30

Stephens irá subir para o quarto lugar do ranking depois de sua segunda final de Slam

Foto: Divulgação

Paris (França) - Depois de ficar com o vice-campeonato em Roland Garros, um misto de emoções tomava conta de Sloane Stephens. A norte-americana estava decepcionada pela derrota na final, orgulhosa por sua ótima campanha e feliz pela conquista da número 1 do mundo Simona Halep.

"Não estou satisfeita, mas orgulhosa de mim. Eram 128 jogadoras na chave e eu consegui ser uma das duas melhores. Isso é algo para se orgulhar. Nem sempre vai ser perfeito, então você não pode abaixar a cabeça", disse Stephens após a derrota por 3/6, 6/4 e 6/1 neste sábado em Paris.

"Ela cresceu no jogo, elevou seu nível. Não há muito que você possa realmente fazer sobre isso. Eu fiz o melhor que pude, e a melhor jogadora venceu a partida hoje", acrescenta a norte-americana, que além de ter vencido o primeiro set, também liderou a parcial seguinte por 2/0.

"Acho que ela teve uma jornada difícil e acho que ganhar aqui é muito especial para ela. Estou feliz que ela finalmente tenha conseguido seu primeiro Slam. É uma coisa linda", comentou a jogadora de 25 anos e atual campeã do US Open.

"Não importa o quão dura seja a adversidade, sempre há luz no fim do túnel, e fico feliz que ela finalmente tenha acendido essa luz. É uma ótima história e um ótimo momento para ela. Você só pode apoiar a outra pessoa e ficar feliz por ela. Porque, se fosse o contrário, sei que seria recíproco", acrescentou a respeito do primeiro título de Grand Slam da rival romena.

Stephens, que saltará do décimo para o quarto lugar do ranking mundial depois do torneio, foi perguntada se poderia resumir sua campanha em uma palavra. "Perseverança, talvez?", disse a jogadora, que debutará no top 5. "Apenas continue quando as coisas estão difíceis. Sempre acredite em si mesmo quando outras pessoas não acreditam em você".

"Posso falar que vários de vocês aqui estavam tuitando meu histórico e diziam que eu só vencia nos Estados Unidos", ela provocou a mídia depois. "Então acho que fiz muito bem em chegar à final de Roland Garros. Então, se algum de vocês quiser tuitarem isso, eu ficaria muito feliz em retuitar as mensagens de vocês ou algo assim".

Comentários
Faberg
Roland Garros Series