Notícias | Dia a dia
Murray arrasa Wawrinka e vence a 1ª em 11 meses
25/06/2018 às 15h17

Murray não vencia desde Wimbledon no ano passado

Foto: Divulgação

Eastbourne (Inglaterra) - Finalmente o britânico Andy Murray conseguiu voltar a vencer no circuito. Depois de 11 meses de espera e um retorno duro contra o australiano Nick Kyrgios em Queen's, ele novamente teve um rival dificílimo pela frente nesta segunda-feira, em sua estreia no ATP 250 de Eastbourne, mas desta vez conseguiu sair vitorioso de quadra, batendo o suíço Stan Wawrinka em sets diretos, com parciais de 6/1 e 6/3.

Murray dominou a partida do começo ao fim e levou 1h17 para despachar o suíço, que ainda tenta reencontrar a melhor forma desde a cirurgia no joelho esquerdo. Seu próximo adversário na competição será o compatriota Kyle Edmund, cabeça de chave número 7, que entra direto na segunda rodada. Será o terceiro embate entre os dois compatriotas, com vantagem de 2 a 0 para o ex-número 1 do mundo.

O primeiro set do duelo entre os dois donos de três títulos de Grand Slam foi mais tranquilo do que o esperado para o lado britânico, que depois do 1/1 arrancou para a vitória na parcial com uma série de cinco games. A história do segundo set foi parecida, com Murray vencendo quatro dos últimos cinco games para concretizar seu 11º triunfo sobre Wawrinka em 19 encontros.

Também passou pela estreia em Eastbourne o espanhol David Ferrer, que fez valer a condição de sexto pré-classificado para cima do italiano Matteo Berrettini e marcou parciais de 7/5 e 6/3. Na segunda rodada, o experiente tenista de Javea enfrentará o vencedor do duelo entre o promissor australiano Alex de Minaur e o cazaque Mikhail Kukushkin.

A grande surpresa dessa segunda-feira em Eastbourne foi a vitória do lucky-loser britânico Jay Clarke, de apenas 19 anos, que aproveitou muito bem a oportunidade na chave principal e derrubou o norte-americano Ryan Harrison em sets diretos, com placar final de 6/4 e 6/1. Na segunda rodada, o atleta da casa enfrentará quem passar do duelo entre o compatriota Cameron Norrie e o alemão Daniel Brands.

Comentários
Raquete novo
Mundo Tênis