Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Nadal vence bem e fica perto de manter número 1
05/07/2018 às 11h35

Nadal enfrenta agora garoto australiano treinado por Hewitt

Foto: Site oficial

Londres (Inglaterra) - Falta apenas mais uma vitória em Wimbledon para o espanhol Rafael Nadal completar a primeira de suas tarefas na grama londrina. Ao superar o cazaque Mikhail Kukushkin em sets diretos e parciais de 6/4, 6/3 e 6/4, o bicampeão avançou à terceira rodada e fica muito perto dos pontos necessários para manter a liderança do ranking independente da campanha do suíço Roger Federer.

Depois de sua espetacular campanha no saibro europeu, Nadal perdeu momentaneamente a liderança com o título do suíço em Stuttgart, mas Federer deixou escapar o título em Halle e voltou a ficar atrás. Como tiveram campanhas muito distintas em Wimbledon no ano passado, basta a Nadal chegar às oitavas para confirmar a vantagem, já que Federer não pode somar pontos por ser o atual campeão.

Esta é a oitava vez em 13 participações que Nadal chega à terceira rodada em Wimbledon, porém apenas a terceira desde o vice-campeonato de 2011, período em que sofreu terríveis derrotas, quatro delas para adversários que sequer figuravam no top 100.

Seu adversário do sábado será o garoto australiano Alex de Minaur, orientado pelo campeão de 2002 Lleyton Hewitt, que fez bela partida para superar o francês Pierre Herbert, por 6/2, 6/7(8-10), 7/5 e 6/3. Aos 19 anos, De Minaur disputa primeira Wimbledon e pela primeira vez ganha duas partidas num Grand Slam.

Nadal demorou para achar o ritmo ideal. Sofreu num longo game de 10 minutos logo de cara, conseguiu quebra com erros do cazaque, mas logo depois sacou mal e permitiu reação. Kukushkin usava bem as bolas retas e velozes, principalmente de backhand, e forçou Nadal a usar muitos slices. Cazaque ainda teve break-point para virar o jogo de vez, mas espanhol percebeu que sacar sobre o corpo seria ideal, Salvou-se e aí tirou a confiança do cazaque.

Movendo-se bem pela quadra, o número 1 tomou enfim conta da partida. Fechou o set com erros bobos de Kukushkin, obteve quebra precoce na segunda série e disparou no placar e na confiança. Kukushkin lutou. Desperdiçou cinco break-points no segundo game do terceiro set e coneguiu a quebra e 3/1, mas Rafa reagiu imediatamente.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series