Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Última esperança britânica é adversário de Djokovic
05/07/2018 às 15h40

Edmund tem pouco histórico sobre a grama

Foto: Site oficial

Londres (Inglaterra) - Apoiado maciçamente pelo público, o britânico Kyle Edmund, 17º do ranking, ganhou o jogo em que piso pela primeira vez na Quadra Central de Wimbledon. Ele não teve dificuldades para derrotar o canhoto norte-americano Bradley Klahn, que saiu do qualificatório, por 6/4, 7/6 (7-0) e 6/2.

Edmund terá grande desafio agora diante do sérvio Novak Djokovic, que ainda tenta recuperar o melhor ritmo mas é tricampeão de Wimbledon e tem placar de 3 a 1 sobre o britânico. Edmund o venceu justamente semanas atrás no saibro veloz de Madri.

"Tenho um grande respeito por Djokovic, um dos maiores tenistas da história, e estou ansioso pela chance", afirmou o sempre contido britânico. "Você cresce tendo o sonho de jogar um dia na Central e então ganhar um jogo lá é ainda mais incrível", festejou.

Aos 23 anos e vivendo o melhor momento da carreira, Edmund somou sua 20ª vitória em nível Grand Slam, mas apenas a terceira em Wimbledon, onde jamais havia vencido duas partidas consecutivas. O britânico no entanto fez um grande Australian Open em janeiro, atingindo a semifinal, tendo deixado pelo caminho Kevin Anderson e Grigor Dimitrov.

Sua intimidade com a grama não o credencia para grandes aventuras. Parou em Nick Kyrgios em Queen´s e na semana passada sofreu contra Andy Murray antes de ser batido por Mikhail Kukushkin nas quartas de Eastbourne. Soma assim 8 vitórias em 23 tentativas sobre a superfície.

Como se esperava, Edmund teve pouco trabalho para Klahn e a chave disso foi o bom primeiro saque, tendo vencido 87% dos pontos em que o colocou em quadra. Não permitiu um único break point e foi bem econômico nas subidas à rede, com apenas 12 e nove pontos conquistados.

Comentários