Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Kyrgios vê Federer, Nadal e Djokovic como barreira
06/07/2018 às 09h13

Kyrgios pode cruzar com Djokovic nas quartas

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Um dos nomes perigosos sempre que se começa Wimbledon, o australiano Nick Kyrgios vem seguindo firme na competição e já está na terceira rodada, em que terá pela frente um árduo confronto com o japonês Kei Nishikori, contra quem jogou três vezes e acabou derrotado em todas.

Apesar do duro adversário que enfrentará na próxima rodada, Kyrgios destaca mesmo o desempenho dos três maiores campeões de Grand Slam da atualidade: o suíço Roger Federer, o espanhol Rafael Nadal e o sérvio Novak Djokovic, que segundo ele estão em um grande nível e são os maiores perigos na chave.

“Novak parece estar com muita confiança, Rafa derrotou um cara duro sobre a grama como é Kukushkin, que nunca é fácil de se superar. Para vencê-lo em sets diretos você precisa ser muito consistente. E Federer está destroçando seus adversários”, analisou o australiano.

O caminho de Kyrgios promete ser bem duro daqui para frente. Se passar por Nishikori deve encarar o alemão Alexander Zverev nas oitavas e caso consiga avançar ainda mais deve cruzar com Djokovic em uma eventual quartas. Um duelo com Nadal só nas semifinais e Federer só enfrentaria o australiano na decisão.

“Não sei muito bem o que podemos fazer, o ideal é nos preocuparmos com o que temos pela frente até o dia que formos enfrentá-los e torcer para, com sorte, estarmos em um grande dia. Se não jogamos nosso melhor tênis contra eles, não é o suficiente e pouco dá para fazer”, opinou o tenista de 23 anos e atual 18 do mundo.

Comentários