Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Ostapenko credita boa fase a jogar sem pressão
10/07/2018 às 14h06

Letã se sente mais relaxada em quadra um ano depois do primeiro Slam

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - De volta a uma semifinal de Grand Slam pouco mais de um ano depois de ser campeã de Roland Garros, Jelena Ostapenko credita a boa campanha em Wimbledon ao fato de jogar sem pressão. Diferente do que acontecia em Paris, onde defendia pontos e caiu ainda na primeira rodada, a letã de 21 anos se sente mais relaxada agora e pode desempenhar seu melhor tênis.

"Talvez seja uma das poucas vezes que eu não sinta nenhuma pressão", disse Ostapenko após a vitória por 7/5 e 6/4 sobre Dominika Cibulkova nesta terça-feira. "Estou aproveitando isso, porque em Roland Garros, há algumas semanas, eu tinha muita pressão. Agora que tudo acabou e estou apenas curtindo o momento".

"Não tenho medo de perder. Eu tento definir os pontos e acho que estou sacando muito bem neste torneio", avalia a letã, que ainda não perdeu sets no torneio. "Acho que estou jogando parecido com o que joguei no ano passado em Roland Garros, mas a grama é melhor para o meu jogo".

Décima segunda colocada no ranking, Ostapenko pode voltar ao top 10 se for finalista em Wimbledon e falou sobre sua motivação e confiança. "Quando você joga em uma grande quadra, em um ótimo lugar, e na grama, que é uma das minhas superfícies favoritas, é muito divertido".

"Acho que estou em um nível alto, porque ainda não perdi um set aqui. E lutei muito, é claro. Ontem eu perdia por 5/2 [contra Sasnovich] e hoje por 5/4, e ainda assim ganhei os dois sets. Acho que com isso, eu ganho ainda mais confiança", avalia a letã que terá um confronto inédito contra Angelique Kerber na próxima rodada.

Superada por Ostapenko nas quartas, Cibulkova falou sobre as chances da letã conquistar mais um troféu de Grand Slam. "É claro que ela pode. Ela já fez isso antes e pode fazer isso de novo", avalia a eslovaca. "Ela é jovem e está jogando sem medo. Essas são vantagens. Acho que na grama ela está jogando ainda melhor do que no saibro. Pode ser o ano dela".

Comentários