Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Federer leva quinta virada de 2 a 0 na carreira
11/07/2018 às 14h55

Federer só levou 5 viradas após vencer dois sets

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Não é todo dia que Roger Federer leva uma virada, uma como a que aconteceu nesta quarta-feira, em que ele abriu 2 sets a 0 de vantagem sobre o sul-africano Kevin Anderson. Foram 314 vitórias e apenas cinco derrotas quando ele tem tal vantagem no marcado. Em contrapartida, o suíço já fez 51 jogos que foram tão longe, perdeu 21 e cinco jogadores foram capazes de impor uma derrota assim ao dono de 20 títulos de Grand Slam.

O primeiro deles foi o australiano Lleyton Hewitt, que no jogo 4 da semifinal da Copa Davis de 2003 virou para cima de Federer após perder as duas primeiras parciais, fechando o jogo com o placar final de 5/7, 2/6, 7/6 (7-4), 7/5 e 6/1, definindo assim a vitória de seu país no confronto disputado na Rod Laver Arena, em Melbourne, e a vaga na decisão.

Dois anos depois David Nalbandian, que derrubou o tenista da Basileia em situação semelhante na final do que hoje é o ATP Finals, mas que em 2005 era chamado Tennis Masters Cup, disputado no carpete coberto de Xangai. Após perder na fase de grupos para Federer, o argentino teve a revahnce na final, em melhor de cinco sets, triunfando com 6/7 (4-7), 6/7 (11-13), 6/2, 6/1 e 7/6 (7-3).

As outras duas derrotas de virada após abrir 2 a 0 demoraram muito mais tempo para aparecer, mas acabaram vindo em uma mesma temporada, ambas em 2011. A primeira delas foi também nas quartas de final de Wimbledon, diante do francês Jo-Wilfried Tsonga, que anotou o placar final de 3/6, 6/7 (3-7), 6/4, 6/4 e 6/4 para cima do suíço.

Meses depois Federer novamente perdeu o jogo na mesma situação, caindo na semifinal do US Open para o sérvio Novak Djokovic, que fechou a partida com parciais de 6/7 (7-9), 4/6, 6/3, 6/2 e 7/5. Desde então Federer não havia deixado mais escapar uma vantagem de 2 sets a 0 até se encontrar com Anderson em Wimbledon.

Comentários