Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Kerber e Ostapenko abrem semis femininas às 9h
11/07/2018 às 18h35

Com apenas 21 anos, Ostapenko tenta alcançar sua segunda final de Grand Slam

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Um duelo entre campeãs de Grand Slam abre a rodada de semifinais femininas em Wimbledon. Angelique Kerber e Jelena Ostapenko jamais se enfrentaram anteriormente e protagonizam o inédito encontro a partir das 9h (de Brasília) desta quinta-feira.

Vencedora do Australian Open e do US Open em 2016, temporada em que chegou à liderança do ranking mundial, Kerber tenta alcançar a quarta final de Grand Slam de sua carreira. A canhota alemã esteve na decisão de Wimbledon também há dois anos, mas ficou com o vice-campeonato depois de perder para Serena Williams na final.

A alemã de 30 anos foi número 1 do mundo por 34 semanas. Ela iniciou o Grand Slam britânico na décima posição e pode alcançar o sétimo ou oitavo lugar se for finalista, com possibilidade de terminar o torneio na quarta posição em caso de título.

Já Ostapenko foi campeã de Roland Garros no ano passado, dias depois de completar 20 anos. A jovem letã era apenas a 47ª do ranking quando surpreendeu o mundo em Paris com ao conquistar seu primeiro Grand Slam. Depois de chegar ao top 5 no início da atual temporada, ela perdeu algumas posições depois de cair ainda na primeira rodada em Paris este ano.

Única jogadora que ainda não perdeu sets no torneio, Ostapenko tenta repetir a façanha de Marion Bartoli, em 2013, última jogadora a vencer o título vencendo todos os jogos em sets diretos. Campeã da chave juvenil em 2014, a letã pode se tornar a quinta jogadora a vencer Wimbledon e como profissional.

A vencedora da partida que abre a rodada de semifinais enfrentará Serena Williams ou Julia Goerges. Tanto a norte-americana quanto a alemã são adversárias inéditas na carreira de Ostapenko, enquanto Kerber lidera o histórico contra a compatriota Goerges por 2 a 1, mas perde o retrospecto diante de Serena por 6 a 2.

Comentários