Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Anderson acreditou sempre que seria 'o seu dia'
12/07/2018 às 08h25

Anderson havia perdido os quatro duelos anteriores com Federer

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Responsável talvez pelo resultado mais surpreendente das quartas de final em Wimbledon, vencendo o suíço Roger Federer de virada após perder os dois primeiros sets e enfrentar um match-point contra si, o sul-africano Kevin Anderson acredita que a parte mental foi fundamental para o resultado da última quarta-feira e alerta que precisa comemorar com moderação e já pensar no próximo jogo.

“Mudei meu pensamento e entre em quadra com outra coisa na cabeça: 'o que aconteceu no passado ficou no passado. Tudo o que eu preciso me preocupar é hoje. Estava tentando me manter muito motivado, acreditando em mim mesmo e dizendo: 'hoje vai ser o meu dia'. E chegou muito perto de não ser o meu dia”, analisou o sul-africano.

“Acho que mesmo se eu tivesse perdido aquele match point contra, teria dado alguns passos na direção certa. Obviamente, passando por isso, sinto que posso dar passos maiores. Sou capaz de aproveitar parte dessa energia de não ser tão extrovertido. Foi um passo positivo para mim. Especialmente nesses longos duelos. Economizo sua energia, principalmente a energia emocional, que é muito importante”, complementou.

Anderson destacou a importância da derrota para o argentino Diego Schwartzman em Paris, quando era ele que deixou escapar a vitória após abrir 2 a 0. “Foi algo que fui aprendendo, especialmente em Roland Garros neste ano, quando enfrentei Schwartzman nas oitavas. Precisava fazer um pequeno ajuste em termos da quantidade de energia emocional que estava gastando e sinto que todo lidei muito bem com isso neste torneio”, explicou.

“Definitivamente é uma vitória que significa muito para mim. É difícil no sentido de que eu tenho que me preparar com a próxima partida e não posso comemorar por muito tempo. Obviamente, muitas emoções estão aflorando, mas você tenta se acalmar o mais rápido possível. Eu já comecei meu processo de recuperação”, falou Anderson.

Feliz com o resultado obtido, o sul-africano não quer parar por aí e sonha em repetir o feito do último US Open, quando disputou sua primeira final de Grand Slam. “Chegar às quartas foi um grande objetivo meu. Mas acabei me colocando numa posição em que espero poder dar outro passo adiante e jogar no domingo”, encerrou.

Comentários