Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Klier se despede nas quartas do juvenil em Londres
12/07/2018 às 13h21

Klier teve o melhor resultado de um brasileiro em Wimbledon desde 2008

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - Depois de ter vencido seus três primeiros jogos no torneio juvenil de Wimbledon, o brasiliense Gilbert Klier Júnior se despediu nas quartas de final da competição. O equilibrado duelo sul-americano contra o cabeça 5 Nicolas Mejia terminou com vitória do colombiano por 7/6 (8-6) e 7/5 em 1h30 de disputa.

Esta foi a melhor campanha de Klier em um Grand Slam juvenil, já que em Roland Garros ele havia vencido apenas uma partida. Atual 38º colocado no ranking mundial da ITF, o brasiliense de 18 anos receberá 200 pontos no ranking pela boa campanha na grama londrina.

Desde 2008 que um brasileiro não chegava tão longe na chave juvenil de simples em Wimbledon. O último a conseguir tal campanha foi o canhoto Henrique Cunha. Flavio Saretta também fez quartas em 1998. O último brasileiro semifinalista foi Marcus Vinicius Barbosa, o Bocão, em 1987, enquanto as melhores campanhas nacionais foram os vice-campeonatos de Ivo Ribeiro em 1957 e Ronald Barnes em 1959.

A partida desta quinta-feira teve apenas uma quebra de serviço, conquistada por Mejia já no último game disputado. O set inicial não teve quebras, sendo que o colombiano salvou um set point em seu saque quando perdia por 5/4 e ainda salvou mais um no tiebreak.

Na parcial seguinte, Klier perdeu um break point no início e não teve o saque ameaçado até o momento que o colombiano liderava por 6/5. Mejia conseguiu duas boas devoluções que levaram o brasileiro ao erro. Na saquência, Klier fez uma dupla-falta e ficou em 0-40, com winner de forehand do colombiano no match point.

Reis e Pucinelli nas quartas - A participação brasileira segue apenas nas duplas. O pernambucano João Lucas Reis e o paulista Matheus Pucinelli venceram os norte-americanos Tristan Boyer e William Woodall pela segunda rodada por 6/3 e 6/1. Garantidos nas quartas, os brasileiros podem enfrentar os taiwaneses Ray Ho e Chun Hsin Tseng ou a parceria do australiano Rinky Hijikata e o japonês Naoki Tajima.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series