Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Com Sock, Mike Bryan joga sua 8ª final de Wimbledon
12/07/2018 às 13h53

Norte-americanos decidem Wimbledon contra Klaasen e Venus

Foto: Arquivo

Londres (Inglaterra) - Integrante de uma das parcerias mais vitoriosas da história do tênis, Mike Bryan disputará mais uma final de Grand Slam. Desta vez ao lado do compatriota Jack Sock, Mike garantiu vaga na final de Wimbledon depois de vencer a semifinal contra o croata Franko Skugor e o britânico Dominic Inglot por 6/3, 6/1, 6/7 (11-13), 6/7 (4-7) e 6/4.

Vencedor de 16 títulos de Grand Slam, Mike já venceu três edições de Wimbledon em 2006, 2011 e 2013. O norte-americano também ficou com o vice-campeonato nos anos de 2005, 2007, 2009 e 2014. Todas essas conquistas foram ao lado do irmão gêmeo Bob Bryan, que se recupera de uma lesão no quadril.

O norte-americano de 40 anos iniciou Wimbledon no 8º lugar do ranking mundial e assumirá a liderança do ranking. Ele disptuará a final de número 178 na carreira, sendo a 32ª em Grand Slam. Mike acumula 118 títulos de ATP, dois a mais que o irmão, já que venceu os torneios de Nottingham e Long Island em 2002 ao lado de Mark Knowles e Mahesh Bhupathi.

Por sua vez, Sock tem 25 anos e acumula 11 títulos e 10 vice-campeonatos de duplas na carreira. O norte-americano já foi campeão de duplas em Wimbledon no ano de 2014, quando atuou ao lado do canadense Vasek Pospisil.

Do outro lado da chave, o sul-africano Raven Klaasen e o neozelandês Michael Venus venceram a semifinal contra o dinamarquês Frederik Nielsen e o britânico Joe Salisbury por 7/6 (8-6), 3/6, 6/3 e 6/4. Klaasen já venceu 14 torneios de duplas, enquanto Venus tem oito. O neozelandês conquistou seu único Grand Slam no ano passado em Roland Garros, ao lado do norte-americano Ryan Harrison.

Comentários