Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Murray comemora decisão de não jogar Wimbledon
13/07/2018 às 10h55

Murray tenta voltar nos torneios de quadra dura nos EUA

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - Embora deixar de disputar um Grand Slam nunca seja uma coisa que um tenista de ponta goste de fazer, ainda mais um dentro de casa, o britânico Andy Murray de certa forma comemorou a decisão de não disputar Wimbledon neste ano, destacando que foi uma das coisas mais inteligentes que fez.

“Não jogar em Wimbledon foi uma das melhores decisões que eu poderia ter tomado, não me arrependo em nada disso. Foi difícil ter que chegar a esse ponto, mas no fim foi uma definição inteligente”, falou o bicampeão na grama do All England Club em sua coluna na BBC.

A ausência no mais tradicional torneio do tênis mundial será recompensada, segundo o próprio escocês, com uma melhor recuperação para a sequência no circuito. “O lado positivo é que pude passar mais tempo com a família, ao mesmo tempo que já comecei minha preparação em quadras duras”, observou Murray.

“Assim que pisei em uma quadra dura tudo melhorou, pois é uma superfície mais estável, em que você não precisa se preocupar com o equilíbrio a cada passo. Então me senti muito mais confortável e espero que possa recuperar meus movimentos e ficar sem dor no quadril”, complementou o britânico, que não joga uma partida oficial há um ano.

Comentários