Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Terceiro jogo mais longo da história teve 569 pontos
13/07/2018 às 16h55

Anderson mal comemorou ao final da maratona

Foto: Site oficial

Londres (Inglaterra) - Kevin Anderson e John Isner fizeram nesta sexta-feira o terceiro mais longo jogo do tênis e o segundo em torneios de nível Grand Slam já mensurado, ao ficarem na Quadra Central de Wimbledon por 6h36.

Isner foi protagonista do recorde, provavelmente imbatível, quando venceu Nicolas Mahut na primeira rodada de 2010 em duelo de 11h05. A segunda marca pertence ao duelo de Copa Davis em que João 'Feijão' Souza acabou derrotado pelo argentino Leonardo Mayer, após 6h43.

O jogo desta sexta-feira se torna o mais longo disputado sem interrupção, já que o de Isner e Mahut ocorreu em três dias. A segunda marca pertencia ao jogo em que Fabrice Santoro derrotou Arnaud Clement em Roland Garros de 2004, com 6h33, mas também completado em dois dias.

A semifinal mais demorada dos Slam viu a disputa de 569 pontos, dos quais 298 foram vencidos por Anderson e 271 por Isner. O sul-africano no entanto anotou menor quantidade de winners (118 a 129) e de aces (49 a 53). Curiosamente, o total de duplas faltas foi baixo, com apenas 10 no total.

Comentários