Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Djoko lidera, mas semi com Nadal só termina sábado
13/07/2018 às 19h06

Jogo foi suspenso logo depois de o sérvio fechar o terceiro set

Foto: Divulgação

Londres (Inglaterra) - O aguardado encontro entre Rafael Nadal e Novak Djokovic pela semifinal de Wimbledon cumpriu as expectativas dos fãs, que foram brindados com um tênis de alto nível na noite de sexta-feira em Londres. Entretanto, o vencedor só será conhecido neste sábado, já que as leis locais impedem a realização de eventos esportivos após às 23h (horário britânico).

Djokovic liderava o placar por 6/4, 3/6 e 7/6 (11-9) após 2h54 de disputa. A partida deve ser reiniciada às 9h (de Brasília) deste sábado, antes da final feminina entre Serena Williams e Angelique Kerber, que começa às 10h.

Com 52 duelos, a rivalidade entre Djokovic e Nadal é a que mais se repetiu na Era Aberta do tênis masculino. O sérvio lidera o retrospecto por 26 a 25 e chegou a vencer sete jogos seguidas contra Nadal antes de perder os dois últimos encontros. Na grama, Nadal lidera por 2 a 1, mas eles não se enfrentam desde a final de Wimbledon em 2011.

O vencedor da partida entre o sérvio e o espanhol encara o sul-africano Kevin Anderson, que venceu uma batalha de 6h36 contra o norte-americano John Isner na primeira semifinal por 7/6 (8-6), 6/7 (5-7), 6/7 (9-11), 6/4 e 26/24. Nadal levou a melhor nos cinco duelos anteriores contra Anderson, enquanto Djokovic tem cinco vitórias e uma derrota contra o atual número 8 do mundo.

Com o teto fechado na Quadra Central do All England Club para garantir iluminação artificial, a partida foi disputada em condições mais rápidas. Djokovic foi superior no primeiro set, já que não foi ameaçado em seu saque e pressionava bastante os games de serviço do espanhol ao apostar em devoluções profundas que não deixavam o rival ser agressivo. A única quebra do set inicial aconteceria no sétimo game.

O segundo set começou com mais chances para Djokovic. O sérvio criou três break points nos dois primeiros games de serviço de Nadal, que conseguiu escapar explorando mais o saque aberto no lado da vantagem. As oportunidades perdidas custaram caro ao sérvio, que perderia o saque em um game cheio de erros. O tricampeão até devolveria a quebra, mas não conseguiu buscar o empate, já que Nadal voltaria a quebrar jogando um tênis agressivo no game seguinte. Sacando para fechar, o canhoto espanhol ainda salvou dois break points antes de empatar a partida.

À essa altura, o horário local já se aproximava das 22h e os tenistas teriam apenas mais uma hora de jogo antes da inevitável interrupção da semifinal. Talvez por isso, a terceira parcial tenha começado com uma intensidade um pouco mais baixa que as anteriores. Não houve quebras ou break points e o momento de maior risco foi um 0-30 revertido por Nadal no sexto game.

O tiebreak começou com troca de vantagens, causadas por uma dupla falta do sérvio e um erro com o backhand do espanhol. Djokovic chegou a marcar três pontos seguidos depois de vencer uma disputa na rede para liderar por 5-3, mas Nadal buscou a igualdade com um belíssimo drop shot. Outra curtinha do espanhol o colocou em vantagem, para liderar por 6-5. Djokovic salvou o set point com um bom saque, Nadal voltou à frente após winner de forehand e o sérvio também teve que recorrer a uma curtinha para salvar mais um set point. O sérvio ainda escaparia da derrota mais uma vez com o saque antes de ter a primeira chance de fechar a parcial, mas desperdiçá-la errando uma devolução de segundo saque. O tricampeão, entretanto, conseguiu buscar a vitória no set ao vencer os dois pontos seguintes.

Comentários