Notícias | Dia a dia | Wimbledon
Wimbledon estuda fim do set longo, diz Henman
15/07/2018 às 09h21

Longo placar de sexta-feira incomodou todo mundo e pode penalizar Anderson na final

Foto: Site oficial

Londres (Inglaterra) - Membro do conselho de Wimbledon, o britânico e ex-top 10 Tim Henman garantiu que o fim do set longo e a introdução de um sistema de desempate será estudado com seriedade pelo All England Club, o organizador do torneio, ainda neste ano.

"Quando tivemos aquele jogo entre John Isner e Nicolas Mahut em 2010, que terminou após três dias e placar de 70 a 68, achamos que isso não aconteceria de novo", alegou Henman. "Mas agora a mudança na regra precisa entrar na agenda de Wimbledon assim que esta edição terminar".

Especula-se duas alternativas: a adoção do tiebreak tradicional, após o empate por 6/6, ou uma regra diferenciada quando o placar chegar a 12/12.

Henman acredita que o esforço de Anderson foi tão grande na sexta-feira que ele não tem chances na final deste domingo diante de Novak Djokovic. "Dentro da realidade do tênis moderno, será um desafio incrivelmente grande para ele. Não acredito que tenha chances".

Outro que saiu em defesa na mudança do sistema foi John McEnroe, hoje comentarista para a BBC. "Acredito que a disputa de um tiebreak no quinto set seja algo magnífico para o tênis. Precisamos fazer com que nosso esporte continue atraente para o público". Ele sugere o desempate a partir de 10/10.

Comentários