Notícias | Dia a dia
Aos 17 anos, Danilovic levanta a taça em Moscou
29/07/2018 às 12h48

Danilovic é a primeira nascida nos anos 2000 a ser campeã

Foto: Divulgação

Moscou (Rússia) - Na final envolvendo duas jogadoras de apenas 17 anos, levou a melhor a lucky-loser sérvia Olga Danilovic, que precisou de duas horas e meia para derrubar a convidada da casa Anastasia Potapova com parciais de 7/5, 6/7 (1-7) e 6/4, e assim comemorar o título do WTA de Moscou, o primeiro de sua curta carreira.

Danilovic desperdiçou um match-point no segundo set, mas se recuperou depois de ver a rival ter 4/3 e saque no terceiro para se tornar a primeira jogadora nascida nos anos 2000 a ganhar um título de WTA, e a primeira lucky-loser a erguer um troféu de simples. Ela é a mais jovem campeã desde que Ana Konjuh venceu em Nottingham em 2015.

Foi o primeiro encontro entre Danilovic e Potapova como profissionais, sendo que no juvenil a russa havia levado a melhor nas duas vezes que se cruzaram, ambas em 2016, uma na grama do International Roehampton e outra no Australian Open.

A canhota sérvia mostrou agressividade e terminou a partida com 47 bolas vencedoras e 46 erros não forçados. Do outro lado Potapova cometeu 32 erros não forçados e acabou com 18 winners.

Responsável pela eliminação da cabeça de chave 1, a alemã Julia Goerges, nas quartas de final, a sérvia levará para casa uma premiação de US$ 163.265 e mais 280 pontos no ranking, que a farão dar um enorme salto de 75 colocações, indo para o 112º lugar, disparado o melhor da carreira, já que até então ela nunca havia passado do 187º posto.

Já a vice-campeã russa vai receber um cheque de US$ 81.251 e mais 180 pontos no ranking. Potapova também dará uma bela subida na lista da WTA, ganhará 69 colocações e irá para o 135º lugar, bem acima da marca mais alta alcançada até então, a 190ª posição.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis