Notícias | Dia a dia
Venus cresce no terceiro set e avança em San José
03/08/2018 às 01h04

Com as desistências de Muguruza e Keys, Venus passa a ser a principal favorita

Foto: Divulgação

San José (EUA) - Depois de duas parciais equilibradas, Venus Williams jogou seu melhor tênis quando mais importava e venceu seu jogo de estreia no WTA Premier de San José. A ex-número 1 do mundo e atual 14ª colocada derrotou a britânica Heather Watson, 133ª do ranking, por 6/4, 4/6 e 6/0 em 1h48 de partida.

Com as desistências de Garbiñe Muguruza e Madison Keys, Venus passa a ser a principal favorita ao título. San José entrou no circuito da WTA este ano, substituindo Stanford, onde Venus já triunfou em 2000 e 2002. Além das 21 edições na antiga sede, entre 1997 e o ano passado, o evento também passou por San Francisco e Oakland, tem 47 anos de história e é a mais antiga competição exclusivamente feminina do tênis mundial.

Garantida nas quartas de final, Venus enfrentará a grega de 23 anos e número 49 do ranking Maria Sakkari. A norte-americana levou a melhor nos dois encontros anteriores, na grama de Wimbledon em 2016 e durante o US Open do ano passado.

Embora Venus tenha colocado apenas 50% de primeiros serviços em quadra durante o set inicial e vencido oito dos 14 pontos jogados com o segundo saque, Watson só teve uma chance de quebra e a aproveitou ainda no terceiro game da partida. A ex-número 1 buscou a igualdade de imediato e voltaria a quebrar no décimo game depois de boas devoluções.

Venus seguia instável em seus games de saque no segundo set, com índice de acerto de apenas 49% e via Watson pressinoar seu segundo serviço. Novamente, a anfitriã foi quebrada ainda no início da disputa. Ainda que ela conseguisse chegar ao empate por 4/4, a única dupla falta que cometeu em todo o set foi decisiva para a conquista de nova quebra por parte de Watson.

Ao final de dois sets, Watson já liderava a contagem de winners por 22 a 14 e tinha apenas 22 erros não-forçados contra 39 da ex-líder do ranking. A perda de um set, entretanto, não abalou a confiança da norte-americana que elevou seu nível de tênis na parcial decisiva. Com duas quebras seguidas, a atleta da casa rapidamente abriu 4/0. Watson baixou a intensidade e foi presa-fácil nos últimos dois games da partida.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis