Notícias | Dia a dia
Aos 30, Buzarnescu confirma boa fase com 1º WTA
05/08/2018 às 19h31

Buzarnescu entrou no top 100 no ano passado e debutará no top 20 nesta segunda

Foto: Divulgação

San Jose (EUA) - A grande temporada de Mihaela Buzarnescu em 2018 ficou ainda mais especial neste domingo. Aos 30 anos, a canhota romena pôde enfim comemorar seu primeiro título de WTA. Buzarnescu venceu a final do Premier de San José com a tranquila vitória por 6/1 e 6/0 em 1h13 sobre a grega de 23 anos e 49ª colocada Maria Sakkari.

Além do primeiro título na elite do circuito, Buzarnescu também debutará no grupo das vinte melhores jogadoras do mundo. A romena já havia iniciado a semana com o melhor ranking da carreira, ao ocupar o 24º lugar, e está em franca ascensão nos últimos dois anos.

A final disputada neste domingo foi a terceira da carreira de Buzarnescu, que ficou com o vice no piso duro de Hobart e no saibro de Praga. Sua adversária na decisão, Sakkari disputava sua primeira final na elite do circuito.

Considerada uma grande promessa do circuito mundial juvenil na década passada, a romena sequer figurou no top 200 até o fim de 2016. Ela iniciou o ano passado na 539ª posição, venceu sete torneios ITF e furou o quali do US Open para chegar ao top 100. Já em 2018, deu continuidade à boa fase com 38 vitórias e o primeiro título da carreira.

Por sua vez, Sakkari tentava dar o primeiro título em dez anos para seu país. A última jogadora grega a ganhar um WTA foi Eleni Daniilidou, vencedora de cinco títulos durante a década passada e que conquistou um torneio pela última vez no início de 2008 na cidade australiana de Hobart. A jovem de 23 anos deverá saltar do atual 49º lugar e voltar ao grupo das 35 melhores. Seu recorde pessoal, a 33ª posição alcançada em junho, é a segunda melhor marca de uma grega na história.

O começo de partidafoi muito superior para Buzarnescu, que conseguiu duas quebras seguidas para liderar por 5/0. Sakkari salvou dois set points em seu saque antes de vencer seu único game na partida e teve quatro chances de devolver uma das quebras, mas pecou pelo alto número de erros não-forçados. Com 22 erros na parcial, a grega não conseguiu reverter o quadro.

Já no segundo set, Buzarnescu perdeu só sete pontos em seu serviço e não enfrentou break points. Além disso, a romena pressionou bastante nas devoluções e só permitiu que Sakkari vencesse oito pontos com o próprio saque para anotar a tranquila vitória. Buzarnescu liderou a contagem de winners por 11 a 7 e terminou o jogo com 23 erros não-forçados contra 34 da adversária grega.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis