Notícias | Top Spin
Azarenka fala de ser mãe: 'Tudo gira em torno dele'
08/08/2018 às 18h49

Montreal (Canadá) – Bicampeã do Aberto da Austrália, Victoria Azarenka também falou de sua luta para equilibrar a maternidade com o esporte, assunto que voltou à tona esta semana com a revelação de Serena Williams. Ambas tentam recuperar a forma e voltar a jogar em alto nível. "É uma luta dura porque tudo gira em torno dele", disse a bielorrussa, mãe de Leo, nesta terça-feira. "Eu me coloco em segundo lugar e tentar jogar em alto nível não é fácil. Treino quando ele dorme porque quero otimizar meu tempo com ele. Ter um tempo extra para relaxar ou ir ao cinema é uma luta porque me lembro do que é ter tempo livre. Cada segundo que tenho, quero passar com meu filho."

Azarenka voltou a jogar no ano passado antes de Wimbledon, mas somente começou a disputar um calendário inteiro em março deste ano em Indian Wells. "Não tinha nenhuma dúvida que voltaria a jogar, mas não sabia quando. Não queria me pressionar. Em Miami, a tricampeã do torneio alcançou as semifinais, mas desde então não conseguiu bons resultados e na semana passada, em San Jose, sofreu contusão nas costas. "É muito difícil para as mulheres quando se tornam mães. O seu corpo muda e sua mente também e você tem prioridades diferentes. Você se torna secundária e isso pode ser duro de vez em quando", comentou a tenista de 29 anos.

Em sua estreia em Montreal, na terça-feira, Azarenka cedeu apenas um game para a francesa Kristina Mladenovic, ex-top 10 e que teve no ano passado a sua melhor temporada. "Definitivamente, não tenho dúvida de que posso ser melhor e jogar melhor. Ter uma criança te força a ser organizada, disciplinada, paciente. Essas coisas são difíceis de dominar em um esporte individual, então, isso me forçou a ter uma perspectiva diferente e a saber como lidar com diferentes situações. Acho que não teria sido capaz se não tivesse tido meu filho”, considerou.

"Fisicamente, estou melhor do que nunca, estou na melhor forma da minha vida, o que é interessante", afirma Vika dando risada. "Ele me inspira a ser capaz de fazer o que eu amo. Quero ser um bom exemplo e mostrar a ele como é ser trabalhadora, disciplinada, determinada, como é perseguir seus sonhos e como é ser humilde. Quero ser tudo isso porque não quero ser hipócrita. Outra motivação é sair da minha zona de conforto e olhar para o que estou fazendo."

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis