Notícias | Dia a dia
Perfeccionista, Serena diz lutar para não exagerar
14/08/2018 às 09h44

Serena terá Kvitova pela frente em Cincinnati

Foto: Divulgação

Cincinnati (EUA) - Um dos maiores nomes da história do tênis, a norte-americana Serena Williams sempre exigiu muito de si mesma e graças a isso conseguiu alcançar números incríveis como os 23 títulos de Grand Slam. Contudo, com o passar dos tempos ela percebeu que precisa deixar o perfeccionismo um pouco de lado para aproveitar melhor a vida.

“Eu gosto de me impor um padrão que talvez não seja muito realista e isso inclui ser mãe. Todo dia é uma luta para mim, tenho que deixar passar e saber que não posso ser perfeita e que todo mundo comete erros”, disse a ex-número 1 do mundo, que nesta segunda estreou com uma arrasadora vitória no Premier de Cincinnati.

Serena gastou apenas 65 minutos para despachar a australiana Daria Gavrilova, cedendo apenas três games à rival. “Nunca é fácil, não importa qual o placar final. Fiquei um pouco mais tranquila depois da primeira quebra, mas era no começo da partida e sabia que precisava manter o ritmo”, falou a norte-americana.

Questionada sobre o relógio que marca o tempo entre os pontos, a caçula das irmãs Williams foi crítica à novidade. “Não sou uma grande fã, mas não me afeta em nada. Na primeira vez que joguei com o relógio fui mais rápida do que precisava e depois percebi que não precisava acelerar tanto”, opinou Serena.

“Já passei por muitas coisas na vida, entre elas ter uma filha e viver com ela essas emoções de altos e baixos, com medo e empolgação”, finalizou a norte-americana, que atualmente ocupa a 27ª colocação no ranking da WTA e busca em Cincinnati seu primeiro título desde a gravidez.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis