Notícias | Copa Davis
'Nova Davis' racha tenistas e Federação Francesa
16/08/2018 às 16h29

Atuais campeões discordam da posição da FFT

Foto: Arquivo

Paris (França) - A divisão entre aqueles que gostariam que a Copa Davis fosse mantida no modelo atual e aqueles que defendem as mudanças aprovadas nesta quinta-feira, em assembleia da ITF realizada em Orlando, tem como melhor exemplo o que acontece na França, onde jogadores e ex-jogadores estão batendo de frente com a FFT (Federação Francesa de Tênis).

Enquanto os tenistas se posicionaram radicalmente contra, a federação acabou votando a favor da alteração da Davis. Segundo informa o L’Equipe, antes da definição da proposta de mudança foi permitido, através de uma emenda, que Bernard Giudicelli, atual presidente da FFT, mantivesse seu posto apesar de uma condenação por difamação.

Se os delegados da federação deram um mandato a Giudicelli para votar a favor deste novo projeto, quase todos os membros da equipe da francesa expressaram publicamente sua indignação nos últimos meses, entre eles o capitão Yannick Noah, que chamou a mudança de escandalosa antes mesmo dela acontecer.

Herói da conquista no ano passado, anotando o ponto decisivo na final, Lucas Pouille disparou contra a mudança. “Vocês da ITF são uma vergonha para o tênis. Vamos aproveitar o último ano da Copa Davis e tentar trazê-la para casa mais uma vez”, disse o francês, lembrando que sua equipe está na semifinal e encara a Sérvia por um lugar na decisão.

“Até mesmo Cincinnati está de luto por este movimento ridículo da ITF", escreveu Nicolas Mahut em sua conta no Twitter, colocando junto uma foto da chuva em Cincinnati. “Os 12 votos da FFT prejudicaram muito. Decisão muito difícil de assumir como um francês. A Copa Davis está morta e parte da história do nosso esporte foi trocada por um punhado de dólares”, completou.

“Sem palavras para descrever minha imensa decepção. Este é o fim de uma instituição que fez sonharem jogadores e amantes de tênis ao redor do mundo. O negócio toma, mais uma vez, se sobrepõe aos valores do esporte”, disparou Fabrice Santoro, também nas redes sociais.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series