Notícias | Dia a dia
Bertens salva match-point, supera Halep e é campeã
19/08/2018 às 17h32

Bertens alcançará melhor ranking da carreira

Foto: WTA

Cincinnati (EUA) - O favoritismo da romena Simona Halep na final do Premier de Cincinnati por pouco não se concretizou e ela chegou a ficar a um ponto do título. Só que do outro lado a valente holandesa Kiki Bertens mostrou tenacidade e não desistiu em momento algum da partida, batendo a número 1 do mundo de virada, com parciais de 2/6, 7/6 (8-6) e 6/2.

Com a conquista de seu maior título da carreira, a holandesa de 26 anos também alcançará seu melhor ranking na próxima segunda-feira. Ela ganhará quatro posições na lista da WTA e pulará da atual 17ª colocação para a 13ª. Além disso, Bertens levará para casa uma premiação de US$ 530 mil.

Do outro lado, Halep perdeu a chance de enfim vencer em Cincinnati, amargando sua terceira derrota em finais no torneio. Ela também ficou com o vice em 2015, superada pela norte-americana Serena Williams, e no ano passado, quando perdeu para a espanhola Garbiñe Muguruza.

A líder do ranking começou muito bem e se impôs logo de cara, quebrando Bertens já no primeiro game da partida. Halep manteve firme os seus saques até o fim, anotou ainda mais um break para ampliar a vantagem, e só cedeu uma chance de quebra no oitavo e último game, quando se recuperou e fechou a parcial.

Bertens não esmoreceu e lutou bravamente para conseguir a virada, que não veio facilmente. Depois de ter uma quebra de vantagem no segundo set, ela viu a romena devolver e só foi empatar o jogo no tiebreak, salvando um match-point antes de fazer 1 a 1.

No terceiro e decisivo set, Halep parece ter sentido um pouco a sequência de jogos, já que vinha de nove vitórias seguidas, tendo conquistado o título em Montréal e chegado agora na final de Cincinnati. Aproveitando a queda de intensidade da romena, Bertens foi firme e com três quebras a favor e apenas uma contra, virou o jogo e comemorou seu maior título, o segundo no ano e o sexto da carreira.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis