Notícias | Dia a dia
Bertens: 'Precisei achar uma força extra para vencer'
19/08/2018 às 20h24

Bertens salvou um match-point no segundo set

Foto: Divulgação

Cincinnati (EUA) - A final deste domingo no Premier de Cincinnati foi marcada por grande esforço das duas adversárias, que terminaram as 2h05 de disputa bastante cansadas. O fôlego extra da holandesa Kiki Bertens acabou fazendo a diferença e ela conseguiu uma suada vitória de virada para cima da romena Simona Halep, que lhe rendeu seu maior título de carreira.

“Tive uma conversa com meu técnico no 2/1 (do terceiro set) e estava ‘morta’. Então falei para mim mesma que tinha chance e fui para a luta. Estava brigando por um título e precisava achar uma força extra. Eu consegui e acabei vencendo”, afirmou a holandesa de 26 anos, que com a conquista subirá da 17ª colocação para a 13ª, a mais alta que já alcançou.

Questionada sobre a pressão de enfrentar um match-point contra, Bertens revelou que o desgaste físico fez com que ela mal tivesse tempo para se preocupar com isso. “Acho que não tive tempo para ficar nervosa porque estava bastante cansada. Foi uma partida muito dura e depois de vencer o segundo set eu sabia que qualquer coisa era possível”, comentou.

Atual número 1 do mundo, Halep também sofreu com o cansaço e perdeu bastante rendimento depois de deixar escapar o segundo set, em que chegou a ter a chance de fechar o jogo no tiebreak, mas não conseguiu aproveitá-la e acabou levando a virada de Bertens com o placar final de 2/6, 7/6 (8-6) e 6/2.

“Jogamos muitos ralis e a partida foi muito desgastante fisicamente, por isso no final eu não estava conseguindo mais manter o nível. De qualquer forma, ela jogou muito bem e mereceu vencer esse título, pois teve um grande desempenho”, analisou a romena.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis