Notícias | Dia a dia | US Open
Em duelo de 3h, algoz de Rogerinho também tira Clezar
23/08/2018 às 20h09

Clezar foi mais um brasileiro a cair diante de Lorenzo Sonego

Foto: Arquivo

Nova York (EUA) - Um dia depois de eliminar Rogério Dutra Silva no qualificatório do US Open, o italiano Lorenzo Sonego foi o algoz de mais um brasileiro em Nova York. Cabeça 10 no quali e 117º do ranking, o jovem de 23 anos derrotou o gaúcho Guilherme Clezar por 7/5, 5/7 e 6/3 em 2h58 de partida.

Com as derrotas de Clezar e Rogerinho no quali, o único brasileiro que segue na disputa por uma vaga na chave principal masculina é Thiago Monteiro. O cearense de 24 anos e 119º do ranking joga ainda nesta quinta-feira contra o francês de 23 anos e 189º colocado Calvin Hemery.

Por ter vencido uma partida no quali, contra o espanhol Ricardo Ojeda Lara na última quarta-feira, Clezar receberá oito pontos no ranking do dia 10 de setembro. Nessa data, ele terá 15 pontos a descontar, mas até lá, o gaúcho ainda pode atuar em torneios de nível challenger para conseguir mais pontos. Atual 204º colocado, o jogador de 25 anos viveu seu melhor momento em agosto de 2015, quando foi o 153º colocado.

Depois de não enfrentar break points em seu jogo de estreia, Clezar começou o jogo desta quinta-feira quebrando o saque do adversário e confirmando o serviço de zero. Sonego, entretanto, conseguiu buscar o empate já no quarto game da partida. Os sacadores vinham prevalecendo na sequência do set inicial, embora chances de quebra para ambos os lados tenham sido frequentes.

O gaúcho salvou um set point quando perdia por 5/4 antes de confirmar o serviço, mas não aproveitou os dois break points que teve na sequência e acabou perdendo o saque pouco depois. Primeiro a quebrar na parcial seguinte, Clezar sustentava a vantagem até o momento em que liderou por 5/3. Sacando para fechar o set, o gaúcho permitiu o empate, mas conseguiu uma nova quebra na sequência.

Clezar teve o saque quebrado no início do terceiro set e ainda enfrentou mais dois break points quando já perdia por 3/0. Embora o italiano já sentisse o desgaste físico e precisasse de atendimento para a perna direita, o gaúcho não teve chances de quebra e só fez cinco pontos no saque do adversário durante a parcial decisiva. Nos games finais, não faltou luta a Clezar, que salvou três match points antes de confirmar seu último game de serviço, mas Sonego a partida pouco depois em seu saque.

Comentários