Notícias | Dia a dia
Fed Cup aumenta premiação e pode mudar o formato
24/08/2018 às 15h44

Competição pode ter mudanças parecidas com as da Copa Davis

Foto: Paul Zimmer/ITF

Londres (Inglaterra) - A Federação Internacional de Tênis (ITF) anunciou nesta sexta-feira que a premiação para as equipes que disputam os Grupos Mundiais I e II da Fed Cup terá um aumento significativo. Serão distribuídos US$ 7,5 milhões ao longo da próxima temporada, enquanto em 2018 o valor fica em US$ 3,7 milhões.

O formato disputa no próximo ano terá apenas duas mudanças em relação ao regulamento atual: As equipes passam a ter cinco jogadoras, em vez de apenas quatro, e os jogos terão tiebreak no último set. Entretanto, o presidente da ITF David Haggerty sinaliza que a fórmula de disputa pode ter alterações drásticas, como as que foram aprovadas para a Copa Davis.

"Após a aprovação, na semana passada, das mudanças históricas na Copa Davis, a Assembleia Geral da ITF ouviu e apoiou nossos ambiciosos planos de criar um novo e empolgante formato para a Fed Cup, que levará a competições a novos níveis. Esse trabalho começa com a injeção de um investimento recorde na edição de 2019 do torneio", disse Haggerty, por meio de comunicado.

Diferentes fomatos e propostas de calendário estão sendo estudados, incluindo a criação de um evento com sede única e 16 países na disputa, com a possibilidade de uma semana de eliminatórias disputadas em confrontos dentro ou fora de casa.

Presidente da USTA e diretora do comitê da Fed Cup na ITF, Katrina Adams se manifestou a favor de mudanças no formato. "Nosso objetivo é criar um evento de tênis por equipes que funcione para os fãs, parceiros comerciais e, acima de tudo, para as jogadoras. Continuaremos a colaborar com a WTA para aprimorarmos a competição em benefício do tênis feminino. É um ótimo momento para a Fed Cup".

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis