Notícias | Dia a dia | US Open
Wozniacki diz estar 100% e sabe que estreia será difícil
25/08/2018 às 12h39

Wozniacki sofreu com três lesões antes do US Open

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - Depois de uma preparação para o US Open prejudicada por lesões na perna esquerda, no joelho direito e também no ombro, Caroline Wozniacki diz estar pronta para a disputa do Grand Slam norte-americano. A número 2 do mundo garante estar 100% fisicamente para atuar em Nova York.

"Foi muito mais preocupante na época, mas estou me sentindo bem agora", disse Wozniacki, que desistiu de Washington, caiu na estreia em Montréal e abandonou seu primeiro jogo em Cincinnati. "Tenho jogado pontos nos últimos dias e joguei sets e tudo. Eu me sinto ótima. Estou 100% agora e muito feliz com esse progresso".

Logo na rodada de estreia Wozniacki terá um jogo difícil. A dinamarquesa duela com a experiente australiana de 34 anos e campeã do US Open em 2011 Samantha Stosur. Wozniacki lidera por 7 a 5 o retrospecto contra a ex-top 5 e atual 64ª colocada. "Definitivamente é uma primeira rodada difícil. Tenho que estar pronta desde o começo do jogo. Não há nenhum alívio".

Antes de conquistar o Australian Open em janeiro, o US Open costumava ser o melhor Grand Slam para Wozniacki. Afinal, a dinamarquesa já disputou duas finais e foi semifinalista em outras três oportunidades em Nova York. "Eu amo jogar aqui. Acho que é um grande evento e que as quadras são adequadas ao meu jogo. Além da torcida, já que eu adoro jogar em quadras grandes. Quando eles ficam barulhentos e animados, sinto que é para isso que eu vivo".

A jogadora de 28 anos também guarda com carinho as lembranças do US Open de quando era apenas uma aspirante a tenista e acompanhava o torneio pela tv. "Acho uma das minhas primeiras memórias do US Open quando Venus e Serena [Williams] começaram a aparecer, quando eram jovens. Elas usavam tranças e contas no cabelo. Acho que foi com a Venus, uma vez, que as contas caíram na quadra. É uma das minhas primeiras lembranças".

Comentários