Notícias | Dia a dia | US Open
Contra velho conhecido, Nadal não muda a rotina
25/08/2018 às 17h29

Nadal venceu 24 dos 30 jogos que fez contra David Ferrer, seu adversário de estreia em Nova York

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - O sorteio da chave do US Open colocou Rafael Nadal diante de um velho conhecido na rodada de estreia. O número 1 do mundo terá um duelo espanhol na próxima segunda-feira contra David Ferrer, ex-top 3 e atual 148º colocado aos 36 anos. Com histórico de 24 vitórias em trinta jogos disputados diante do compatriota, o líder do ranking garante que nada muda em sua preparação para a estreia.

"Eu me preparo da mesma forma para qualquer jogo", disse Nadal aos jornalistas em Nova York. "Obviamente, nós nos conhecemos muito bem e, além de tudo, ele é um grande amigo. Será uma partida especial, importante para nós dois. Vamos ver o que acontece".

"Temos uma grande história juntos, e ele tem sido um grande jogador há muito tempo. Embora não esteja passando por um bom momento em termos de resultados, ele é um tenista de alto nível. Eu já disse em outros torneios que não sou um tenista que fica pensando nos rivais que eu poderia enfrentar em rodadas futuras, eu não ligo muito para isso, na verdade", complementa o tricampeão do Grand Slam norte-americano.

Depois de conquistar o título do Masters 1000 de Toronto há duas semanas, Nadal decidiu não jogar em Cincinnati. Mesmo atuando em apenas um torneio preparatório, o espanhol de 32 anos acredita ter feito a escolha mais adequada de calendário. "Isso faz parte da preparação. Eu estava descansando de competir, não descansando de trabalhar".

"É claro que se você estiver jogando bem nas semanas antes, é mais fácil jogar bem em um Grand Slam. Mas ao mesmo tempo, é verdade que alguns jogadores são capazes de aumentar o nível de concentração, o nível de tênis e o nível de intensidade em alguns lugares. E se você tiver que fazer isso, este é um dos lugares", avalia o vencedor de cinco títulos e 40 jogos no ano.

Com três títulos, um vice-campeonato e mais duas semifinais, Nadal destaca também a confiança que carrega sempre que joga em Nova York. "Neste tipo de torneio, você tem que saber sofrer, mas ao mesmo tempo você tem que aproveitar cada jogo. Nós treinamos todos os dias para estarmos prontos para partidas como estas. A atmosfera em Nova York é espetacular e muito difícil de comparar. Todo mundo tem que estar preparado para esses momentos".

"Quando você joga bem em alguns lugares, você sempre gosta de voltar. Rolad Garros ou Monte Carlo, por exemplo, são dois torneios em que sei que já joguei bem muitas vezes, o que me dá mais confiança de que posso fazer isso de novo", avalia o Rei do Saibro, que tem onze títulos no Grand Slam. "Aqui é mais ou menos o mesmo. Conheço as condições, joguei bem várias vezes, e sinto-me à vontade tanto na quadra, como no torneio em geral".

Quer concorrer a um relógio Fossil? Clique aqui e palpite sobre quem vai vencer o US Open!

Comentários