Notícias | Dia a dia | US Open
Djokovic sofre com calor, mas vence em quatro sets
28/08/2018 às 18h05

Djokovic precisou de atendimento durante o segundo set da partida

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - Em uma terça-feira de forte calor e já com quatro desistências pela chave masculina do US Open, Novak Djokovic sofreu para passar por seu jogo de estreia. O sérvio precisou lutar por quatro sets e 2h59 para derrotar o húngaro Marton Fucsovics, número 41 do mundo, por 6/3, 3/6, 6/4 e 6/0.

Esta é a 34ª vitória na temporada para Djokovic, sendo que ele venceu 19 dos últimos 21 jogos que disputou, com direito aos títulos em Wimbledon e Cincinnati. Seu adversário na segunda rodada será o norte-americano Tennys Sandgren, que evitou um duelo sérvio ao derrotar Viktor Troicki por 6/3, 6/4 e 6/2.

Em sua 13ª participação no US Open, Djokovic segue sem nunca ter perdido na primeira rodada. O sérvio só perdeu na estreia de um Grand Slam em duas ocasiões, ambas na Austrália, nos anos de 2005 e 2006. Nesses mesmos anos, teve suas campanhas mais modestas em Grand Slam, ao cair na terceira rodada.

Número 6 do mundo, Djokovic não defende pontos até o final do ano. Por enquanto, o sérvio está ganhando a posição de Marin Cilic, que tem 90 pontos a descontar depois do torneio. O ex-número 1 pode até terminar o Grand Slam norte-americano na terceira posição caso conquiste seu terceiro título em Nova York.

O começo de partida foi muito bom para Djokovic, que que foi eficiente em suas devoluções de saque para marcar uma quebra logo no segundo game. O sérvio conseguia sustentar a vantagem graças aos poucos erros cometidos e a um jogo muito firme no saque. Quando colocou o primeiro serviço em quadra, o ex-número 1 venceu 17 pontos em 19 possíveis e não enfrentou break points.

Apesar da liderança confortável do sérvio no primeiro set, Fucsovics fazia um bom jogo. Depois da quebra precoce, o húngaro só perderia mais quatro pontos no saque até o fim do set inicial. Além disso, ele vinha confirmando seus serviços com tranquilidade no início da parcial seguinte. Neste momento, Djokovic já dava sinais de um desconforto físico, parecendo sentir tontura ou um desconforto estomacal, mas não chegou a pedir atendimento.

Disposto a encurtar ao máximo o tempo de jogo, Djokovic estava bastante frustrado pelas oportunidades perdidas quando criou um 15-30 no quinto game e destruiu uma raquete. Logo depois, o sérvio teve o serviço quebrado pela primeira vez no jogo após uma série de erros não-forçados e parecia perder força nos pontos mais longos. Só depois disso, o sérvio pediu atendimento médico e colocou bolsas de gelo no pescoço e abdômen, além de tomar um remédio. À essa altura, o húngaro já liderava o set por 5/2 e não enfrentaria break points até o fim da parcial.

O jogo começou a ficar perigoso para Djokovic quando Fucsovics conseguiu uma quebra no início do terceiro set e ainda teve um break pointa para ampliar ainda mais a vantagem dois games mais tarde. O sérvio teve dificuldades, mas conseguiu confirmar o serviço. Aos poucos, o ex-número 1 começava a se sentir melhor em quadra e vinha mais sólido da base, além de contar com o nervosismo e ansiedade do rival na reta final do set. Quando já liderava por 4/2, Fucsovics era quem parecia mais cansado e sentindo um desconforto nas pernas. O húngaro baixou a intensidade e isso praticamente selou seu destino no set ao cometer muitos erros, que permitiram duas quebras e quatro games seguidos ao ex-número 1.

Antes do quarto set, houve um intervalo de dez minutos por conta da regra do calor extremo, que nesta edição do US Open é aplicada também para os jogos masculinos. Na volta, Djokovic confirmou facilmente seu saque e contou com um game de duas duplas faltas do húngaro para já começar vencendo por 2/0. Com mais uma quebra dois games mais tarde, o sérvio ficou em situação muito confortável. Fucsovics ofereceu pouquíssima resistência nos últimos games e sequer conseguiu evitar o 'pneu.

Comentários