Notícias | Dia a dia | US Open
Wozniacki celebra jogo na sombra, Venus treina cedo
28/08/2018 às 23h31

Horário da estreia de Wozniacki possibilitou jogar com sombra

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - O forte calor no início desta semana foi bastante abordado nas entrevistas coletivas das jogadoras que disputam a chave feminina do US Open. Escalada para atuar no início da programação do Arthur Ashe Stadium nesta terça-feira, Caroline Wozniacki comemorou até mesmo o fato de o estádio principal ter uma sombra na quadra no horário de sua partida. Já Venus Williams, que atuou na última segunda-feira, adaptou a rotina de treinamentos para fugir do sol forte.

"Tivemos um pouco de sorte", disse Caroline Wozniacki, depois da vitória por 6/3 e 6/2 sobre Samantha Stosur na primeira rodada. "Normalmente eu não gosto de jogar com sombra na quadra, mas hoje foi realmente útil para eu me refrescar um pouco. Estava muito mais frio do lado com a sombra, então isso ajudou".

"Eu treino por volta das 7h da manhã para escapar da maior parte do calor", explicou Venus, que venceu um duelo de 2h54 contra Svetlana Kuznetsova na última segunda-feira por 6/3, 5/7 e 6/3. "Talvez eu deva começar a treinar ao meio-dia", explica a veterana de 38 anos, pensando na adaptação ao horário das partidas.

"Hoje foi um dos dias mais quentes de que eu me lembro aqui, com certeza", observou a campeã de 2016 Angelique Kerber, após sua vitória contra Margarita Gasparyan por 7/6 (7-5) e 6/3. "Eu estava realmente tentando beber muita água antes do jogo e tentando ficar no vestiário onde está um pouco mais frio. Mas quando você está lá na quadra, você tenta sobreviver um pouco".

A ex-top 10 Dominika Cibulkova, que estreou vencendo a holandesa Arantxa Rus por 4/6, 6/2 e 6/3, citou o fato de transpirar demais em quadra e que tentou permanecer focada em minimizar o desgaste. "Sou o tipo de jogadora que transpira muito e tive que trocar meus tênis três vezes, porque eles estavam muito molhados".

"Eu gasto muita energia na quadra, porque é isso que me mantém jogando bem e intensamente. Eu estava pensando em não ficar nervosa porque isso poderia me fazer desperdiçar energia também. Então eu estava focada e relaxada para manter minha energia", comenta a eslovaca, que enfrenta na próxima fase a taiwanesa Su-Wei Hsieh.

Já a letã Jelena Ostapenko comentou sobre a regra do calor extremo, que possibilitou um intervalo de dez minutos entre o segundo e o terceiro set da vitória por 6/4, 4/6 e 7/5 sobre a alemã Andrea Petkovic. "Eu acho que isso me ajudou muito. Eu fui ao vestiário e troquei toda a roupa para que a nova estivesse mais fresca. Depois eu fiquei no ar condicionado por uns 10 minutos. Voltei para a quadra e eu quebrei o saque imediatamente".

Comentários