Notícias | Dia a dia | US Open
Nadal diz que clima em NY atrapalha o desempenho
30/08/2018 às 10h32

Atual campeão do US Open, Nadal precisa alcançar a semi neste ano para garantir a manutenção do número 1

Foto: Pete Staples/USTA

Nova York (EUA) - Mesmo mostrando um bom tênis em seu segundo compromisso no US Open, derrubando o canadense Vasek Pospisil em sets diretos na noite da última quarta-feira, o espanhol Rafael Nadal acredita que não tem conseguido jogar seu melhor por causa do clima excessivamente quente e úmido que tem assolado Nova York nos últimos dias.

Contra o jovem russo Karen Khachanov, seu rival na próxima partida, o número 1 do mundo espera um clima mais ameno. “Espero mostrar meu melhor tênis contra ele e também gostaria que as temperaturas baixassem para poder mostrar o meu melhor”, disse o espanhol, que venceu os quatro duelos anteriores que travou com o moscovita de 22 anos.

“Estamos enfrentando dias muito duros, essas temperaturas não são boas para a saúde dos jogadores, tampouco para o espectador e também para o espetáculo”, acrescentou o canhoto de Mallorca sobre as condições climáticas.

Sobre a partida, Nadal se mostrou satisfeito com o que apresentou, mas lamentou uma leve queda de rendimento na segunda parcial. ‘Joguei bem, principalmente no primeiro set, mas no segundo tudo mudou, já que saquei mal em dois games, além de que Vasek me obrigou a colocar mais intensidade”, analisou.

“Tive então que ir um pouco mais para trás e só assim consegui me sentir melhor em quadra”, completou o espanhol, que também comentou sobre o ruído típico do US Open. “Faz muito mais barulho e em alguns momentos atrapalhava a concentração para o saque. De qualquer forma, é algo ao qual precisamos nos acostumar”, encerrou o atual campeão em Flushing Meadows.

Comentários