Notícias | Dia a dia
Para Safin, jovens de hoje em dia são muito ruins
30/08/2018 às 11h37

Madri (Espanha) - O otimismo em relação à nova geração que vem despontando no tênis não é algo que atinja todos. Um dos que não tem aprovado todo o barulho feito em volta da Next Gen é o russo Marat Safin, que em entrevista ao Marca disparou contra os jovens tenistas do circuito atual e os culpou por ainda vermos o espanhol Rafael Nadal e o suíço Roger Federer dominando o ranking.

“Na minha época, se você tinha 17 e ainda não havia vencido um ATP erra criticado, mas agora se ganha um torneio com 25 anos é membro da Next Gen. Nadal e Federer seguem na ponta porque os jovens são muito ruins”, afirmou o russo de 38 anos, apenas um ano mais velho do que Federer, contra quem jogou 12 vezes e só venceu duas.

Safin falou também de seus duelos com os dois líderes do ranking. “Quando comecei a enfrentar Nadal já não estava em meu melhor nível. Contra Federer estava melhor e por isso ganhei um pouco mais. Roger é de outro nível, começamos juntos, ele segue no circuito e eu estou aqui”, observou o ex-número 1 do mundo, que perdeu os dois jogos que fez contra o canhoto de Mallorca.

Outro ponto levantado pelo russo é o relacionamento que as novas gerações têm com o resto do circuito. Ele vê cada vez os tenistas mais fechados em si e se relacionando menos com os companheiros de profissão.

“Pertenci a uma geração que não tinha internet e por isso éramos mais como uma família. Agora, cada tenista tem sete treinadores, cinco assessores, quatro médicos, cinco preparadores físicos...Os mais novos são mais introspectivos e isso é normal, não é só no tênis e em toda a geração”, comentou Safin.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis