Notícias | Dia a dia | US Open
'Eu nem o escutei direito', disse Kyrgios sobre juiz
31/08/2018 às 12h38

Histórico de Kyrgios com Federer tem três jogo, todos definidos por 2 a 1, e oito tiebreaks em nove sets disputados

Foto: Garrett Ellwood/USTA

Nova York (EUA) - Mais uma vez Nick Kyrgios se envolveu em uma polêmica, mas desta vez ele não foi protagonista e sim coadjuvante. Depois de perder o primeiro set para o francês Pierre-Hugues Herbert e estar mostrando total falta de vontade em quadra, ele teve sua atenção chamada pelo árbitro Mohamed Lahyani, que desceu da cadeira para conversar com o australiano.

Depois disso, Kyrgios conseguiu se recuperar e venceu os três sets seguintes, abrindo espaço para imaginarem o reflexo que teve a conversa no resultado final. “Eu sabia o que estava fazendo em quadra e nem o escutei direito. Sei que não pegou bem, mas ele não me ajudou de forma alguma”, afirmou o atual número 30 do mundo.

“As condições estavam bem duras. Eu não estava me sentindo muito bem durante o primeiro set e metade do segundo. Mas depois consegui jogar meu melhor tênis, principalmente no terceiro e no quarto”, complementou Kyrgios, que disse ter passado por situação semelhante durante o Masters 1000 de Cincinnati.

“Aconteceu comigo também em Cincinnati, duas semanas atrás, contra Del Potro. Não estava me esforçando ao máximo, assim como hoje, e o juiz veio falar comigo: ‘Nick, você não pode fazer isso, é um mau exemplo’. Foi o mesmo que aconteceu agora”, relembrou o australiano de 23 anos, que terá como próximo adversário o suíço Roger Federer.

Nos três confrontos anteriores, Kyrgios venceu um, justamente o primeiro, e perdeu os dois seguintes, todos eles em partidas de três sets. “Definitivamente não vou ser o favorito da torcida contra ele. Vou para essa partida com nenhuma expectativa, embora acredite que possa vencê-lo, afinal já fiz isso uma vez”, comentou o australiano.

Comentários