Notícias | Dia a dia | US Open
Zverev decepciona e leva virada em duelo alemão
01/09/2018 às 21h07

Zverev amargou mais uma eliminação precoce em Slam

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - O primeiro ato da parceria entre Alexander Zverev e o ex-número 1 Ivan Lendl teve resultado muito aquém das expectativas. O jovem alemão de 21 anos e número 4 do mundo não passou da terceira rodada do US Open e perdeu um duelo alemão para o veterano de 34 anos e 34º colocado Philipp Kohlschreiber por 6/7 (1-7), 6/4, 6/1 e 6/3 em 3h03 de partida.

Kohlschreiber marcou sua 24ª vitória contra top 10 na carreira e a segunda na temporada, além de ter vencido Zverev pela terceira vez em cinco confrontos. Em sua 16ª participação no US Open, o experiente alemão chega pela quinta vez às oitavas de final. Ele só fez quartas de final em um Grand Slam uma vez, na grama de Wimbledon em 2012. Para repetir essa campanha precisa vencer Kei Nishikori ou Diego Schwartzman.

Já Zverev segue em sua sina de maus resultados em Grand Slam. Em 14 torneios deste porte, ele só passou da terceira rodada duas vezes. Ele chegou às oitavas em Wimbledon no ano passado e às quartas em Roland Garros na atual temporada. A modesta campanha até a terceira rodada no US Open já é sua melhor em quatro participações em Nova York.

Zverev conseguiu uma quebra logo no segundo game da partida, mas Kohlschreiber buscou a igualdade de imediato. O número 4 do mundo seguiu pressionando o saque de seu experiente compatriota até conseguir a quebra no oitavo game. Sacando para fechar, o favorito cometeu três erros, dois deles em voleios e perdeu o game de serviço. Já o veterano de 34 anos salvou dois set points antes de fechar o tiebreak.

O game-desempate foi amplamente liderado por Zverev, que disparou um ace logo no primeiro ponto e logo depois um winner de backhand e contou com erro do adversário. Com dois ótimos saques não retornado, o quarto colocado no ranking mundial logo abriu 5-0 e soube administrar a vantagem.

Logo na abertura do segundo set, Zverev teve uma chance de quebra, mas não aproveitou. Depois disso, o número 4 do mundo não teria mais chances de ameaçar o serviço de seu compatriota até o fim do set. Os sacadores prevaleceram até o empate por 4/4, antes que Kohlschreiber iniciasse uma incrível sequência ao vencer oito pontos seguidos.

O mau momento de Zverev continuou no começo da parcial seguinte. Ao vencer apenas dois pontos nos dois primeiros games, ele já começou o terceiro set perdendo por 2/0. Para piorar, o jovem de 21 anos não aproveitou os break points que teve no terceiro e quinto games que poderiam equilibrar a disputa. Kohlschreiber voltaria a quebrar e passou à frente no placar de sets.

O quarto set sinalizava uma reação de Zverev, que quebrou o saque do rival para já começar vencendo por 3/0. Mas um game de serviço muito ruim do favorito alemão permitiu que Kohlschreiber buscasse a igualdade. Irritado, Zverev descontou a raiva quebrando a raquete. Aliviar a frustração não mudou a situação de Zverev, que continuou errando demais e permitiu duas novas quebras ao rival, que venceu seis games seguidos. Kohlschreiber liderou a estatística de winners por 42 a 39 e terminou o jogo com 41 erros não-forçados contra 53 do rival.

Comentários