Notícias | Dia a dia | US Open
Isner triunfa em 5 sets e volta às quartas após 7 anos
02/09/2018 às 20h46

Aos 33 anos, Isner tenta alcançar sua segunda semifinal de Slam

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - Sete anos depois de ter disputado as quartas de final do US Open pela primeira vez, John Isner repetiu a boa campanha feita em 2011. O norte-americano de 33 anos e número 11 do mundo venceu um duelo de cinco sets contra o canadense Milos Raonic por 3/6, 6/3, 6/4, 3/6 e 6/2 em 3h07 de partida.

Esta foi a quinta vitória de Isner em seis jogos diante de Raonic no circuito. O duelo de cinco sets neste domingo foi o primeiro entre esses dois grandes sacadores que não teve nenhum tiebreak. A única vitória do canadense de 27 anos aconteceu no Masters 1000 de Cincinnati em 2016.

Isner vive o melhor momento da carreira em 2018. O experiente jogador conquistou seu primeiro Masters 1000 no mês de março, em Miami. Já em julho, o norte-americano alcançou a primeira semifinal de Grand Slam da carreira na grama de Wimbledon, onde perdeu um duelo de 6h36 para Kevin Anderson.

Último norte-americano na disputa da chave masculina em Nova York, Isner tenta encerrar um jejum de títulos da casa entre os homens que vem desde 2003 com Andy Roddick. Seu adversário nas quartas de final virá da partida entre Juan Martin del Potro e Borna Coric.

Como de costume, Isner e Raonic fizeram um jogo de muitos aces, foram 20 para o norte-americano contra 18 do canadense. Entretanto, as chances de quebra foram muito mais frequentes que o esperado. O anfitrião criou 15 break points no jogo e aproveitou quatro dessas chances, enquanto Raonic conseguiu duas quebras em seis oportunidades.

Raonic só perdeu três pontos sacando no primeiro set e criou cinco chances de quebra em três games diferentes do norte-americano. O canadense aproveitou logo a primeira chance para sair vencendo por 3/0 e não ser ameçado. O roteiro do segundo set foi praticamente oposto. Isner abriu 3/0, não enfrentou chances de quebra e só perdeu quatro pontos nos games de serviço.

A virada do norte-americano se deu no terceiro set, quando ele só perdeu três pontos no saque e aproveitou uma oportunidade de quebra já no sétimo game. Raonic largou com uma quebra de vantagem no quarto set e salvou dois break points no momento em que sacava para fechar.

O último set foi o mais atípico e desequilibrado do jogo. Isner liderou por 4 a 1 em aces e explorou o segundo saque de Raonic para vencer oito pontos em onze possíveis, além de ter levado a melhor em 15 dos 29 pontos jogados nos games de serviço do canadense. A primeira quebra aconteceu logo no começo e a segunda no último game partida. Novamente, Isner só perdeu três pontos em seus games de serviço.

Comentários