Notícias | Dia a dia | US Open
Nishikori mantém consistência e faz quartas em NY
03/09/2018 às 15h13

Nishikori terminou a partida com mais bolas vencedoras (29 a 26) e menos erros não forçados (18 a 39) que o rival

Foto: Darren Carroll/USTA

Nova York (EUA) - A temporada do japonês Kei Nishikori tem se mostrado consistente dentro dos Grand Slam. Depois de perder o Australian Open, no começo do ano, ele fez boas campanhas em Roland Garros e Wimbledon e agora novamente consegue um bom desempenho no US Open, atingindo as quartas de final do torneio.

A vítima da vez foi o perigoso alemão Philipp Kohlschreiber, que vinha embalado após uma grande vitória sobre o compatriota Alexander Zverev. Só que Nishikori mostrou toda sua capacidade e derrubou o atual 34 do mundo em sets diretos, com placar final de 6/3, 6/2 e 7/5, em 2h16 de confronto.

Depois de fazer oitavas em Roland Garros e quartas em Wimbledon, o nipônico tenta agora avançar uma rodada a mais pelo menos. Para chegar às semifinais no último Slam do ano, ele terá que passar pelo vencedor da partida envolvendo o croata Marin Cilic e o belga David Goffin.

Nishikori e Cilic têm um vasto histórico de confrontos no US Open e inclusive já fizeram uma final, em 2014, vencida pelo croata, que também levou a melhor na terceira rodada de 2012. O outro embate aconteceu em 2010, na segunda rodada, e foi vencido pelo japonês, que lidera o retrospecto geral, somando oito triunfos em 14 embates.

Caso o adversário do nipônico seja Goffin, o encontro será o quarto entre eles, o primeiro em Grand Slam. Nishikori levou a melhor nos três primeiros, todos em 2015, batendo o belga nos Masters 1000 de Miami, Madri e Montréal.

Comentários