Notícias | Dia a dia | US Open
'Sofri com a umidade e o calor', explica Federer
04/09/2018 às 09h59

Federer disse que foi uma das primeiras vezes que se sentiu tão mal assim dentro de uma quadra de tênis

Foto: Brad Penner/USTA

Nova York (EUA) -  Depois de perder para o australiano John Millman em uma partida bastante atípica, em que cometeu 76 erros não forçados e 10 duplas faltas, o suíço Roger Federer deu suas explicações para sua atuação na noite desta segunda-feira, em que foi eliminado nas oitavas de final do US Open com uma virada surpreendente.

“Realmente estava fazendo muito calor esta noite, parecia que não ia conseguir tomar o ar suficiente. É uma das primeiras vezes que acontece isso comigo em uma quadra. Simplesmente suava e suava ao mesmo tempo em que minha energia ia embora. Não é uma questão de idade, simplesmente sofri com a umidade e o calor”, disse o número 2 do mundo.

“De certa forma até me senti aliviado quando acabou a partida. Hoje foi um daqueles dias que não é o seu dia. É duro quando sente algo assim, com tudo indo contra. Eu estava completamente apagado, não sentia circulação alguma do ar e estava mergulhado em suor, incluindo o meu short e até mesmo as bolas no bolso”, completou Federer

O suíço lamentou também não ter conseguido aproveitar as chances que teve, principalmente no segundo set, quando pode abrir uma considerável vantagem. “Tudo parecia ir devagar, estava duro conseguir bolas vencedoras. Se tivéssemos jogado com o teto fechado seria diferente, assim como seria diferente se eu tivesse conseguido abrir 2 sets a 0”, avaliou o tenista da Basileia, que não esqueceu de enaltecer o rival.

“Todo o crédito para John, que jogou muito bem nas condições que estava complicadas. Ele vem de Brisbane, um dos lugares mais úmidos do mundo e conhece bem a sensação. Adoro sua intensidade, me lembra David Ferrer e outros jogadores deste tipo, que colocam sua paixão em quadra”, finalizou Federer, que voltará apenas na Laver Cup e espera conseguir terminar bem a temporada.

Comentários