Notícias | Copa Davis
Murray lamenta não poder jogar a Davis na Escócia
04/09/2018 às 16h42

Murray está fora do duelo contra o Uzbequistão na semana que vem

Foto: Divulgação

Glasgow (Escócia) - Principal nome do tênis britânico, Andy Murray não poderá defender sua equipe para o duelo da Copa Davis da próxima semana. A Grã Bretanha enfrentará o Uzbequistão entre os dias 14 e 16 de setembro, pelos playoffs do Grupo Mundial. O confronto será realizado em quadra dura e coberta em Glasgow.

Diante das mudanças no formato da Davis aprovadas para 2019, Murray está ciente de que pode não ter outras oportunidade de atuar em solo escocês em competições oficiais. Até por isso, o britânico de 31 anos e ex-número 1 do mundo lamentou demais o fato de não estar em plenas condições de jogo.

"Com esta sendo possivelmente minha última chance de competir na Escócia como profissional, eu realmente queria estar lá com a equipe e sei que esta decisão é emocionalmente desafiadora", disse Murray por meio de suas redes sociais.

"Eu tinha falado com o nosso capitão, Leon [Smith], sobre jogar apenas duplas, mas foi recomendado que eu tirasse algumas semanas de folga para continuar o meu recondicionamento. Eu não queria apenas aparecer sem estar pronto para jogar em nível suficientemente alto e deixar meus companheiros de equipe na mão", explica o ex-líder do ranking mundial.

Murray foi peça chave no título britânico de 2015, que encerrou um jejum de 75 anos sem conquistas. O ex-líder do ranking ficou onze meses sem jogar por conta de lesão e cirurgia no quadril, e desde a volta às quadras em junho, disputou apenas sete torneios do circuito, com cinco vitórias e três derrotas. Ele aparece atualmente no 382º lugar do ranking, mas irá ganhar mais de 60 posições por ter avançado uma rodada no US Open.

"Se eu não tiver a chance de competir na Escócia novamente, eu só quero dizer muito obrigado a todos os fãs que vieram para assistir e apoiar a equipe ao longo dos anos. Vocês criaram algumas atmosferas incríveis para mim e para a equipe jogar e eu sempre lembrarei disso. Como alguém nascido em Glasgow e que cresceu na Escócia, eu nunca teria imaginado que veria torcedores tão apaixonados lotando estádios para partidas de tênis. Jogar ao lado meu irmão maior foi muito especial".

A equipe britânica que enfrentará o Uzbequistão terá os duplista Jamie Murray, irmão mais velho de Andy, e Dominic Inglot. Já as escolhas em simples são Cameron Norrie, Jay Clarke e Daniel Evans. O atual número 16 do mundo Kyle Edmund também ficou de fora.

Comentários
Faberg
Roland Garros Series