Notícias | Dia a dia
Campeã de Roland Garros, Schiavone encerra carreira
05/09/2018 às 16h49

Schiavone foi campeã de Roland Garros em 2010

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - Sempre enaltecida por sua paixão pelo tênis e pela raça que demonstrava em quadra, Francesca Schiavone encerrou sua carreira profissional com 22 temporadas no circuito. A italiana de 38 anos e ex-top 5 no ranking fez o anúncio nesta quarta-feira, durante o US Open.

Schiavone foi a primeria mulher italiana a conqusitar o título de simples em um Grand Slam, no saibro de Roland Garros em 2010. E por muito pouco, ela não conseguiu defender o título em Paris, já que ficou com o vice-campeonato na edição seguinte, perdendo a final para a chinesa Na Li.

O melhor ranking da carreira de Schiavone foi o quarto lugar, alcançado em janeiro de 2011. Ela terminado a temporada anterior na sétima posição e disputou o WTA Finals, que então era realizado em Doha, no Qatar.

Dona de oito títulos de WTA no circuito, Schiavone perdeu as oito primeiras finais de torneios que disputou antes de vencer seu primeiro título, no saibro de Bad Gastein em 2007. Exceção feita à conquista nas quadras duras e cobertas de Moscou em 2009, os outros títulos de Schiavone foram obtidos no saibro.

Caracterizada por sempre lutar muito, a veterana italiana fez parte de dois dois seis jogos mais longos da história do tênis feminino, ambos contra a russa Svetlana Kuznetsova, e saiu vencedora nas duas ocasiões. Em segundo lugar da lista aparece um duelo de 4h44 nas oitavas de final do Australian Open de 2011, já na sexta posição está um jogo de 3h50 na segunda rodada de Roland Garros em 2015.

As glórias mais recentes da italiana aconteceram no saibro sul-americano. Em 2016, ela venceu o Rio Open e agradeceu ao carinho do público brasileiro ao ler uma carta em português durante a cerimônia de premiação. "Os sorrisos de vocês preencheram meus dias", declarou na época. Já em 2017, conseguiu seu último título em Bogotá.

Comentários
Loja TenisBrasil
Mundo Tênis