Notícias | Dia a dia | US Open
Nishikori tem revanhce contra Cilic e volta à semi
05/09/2018 às 19h05

Nishikori deu o troco pela derrota sofrida na final de 2014

Foto: Divulgação

Nova York (EUA) - Quatro anos depois de protagonizarem uma inesperada final do US Open, Marin Cilic e Kei Nishikori voltaram a se encontrar no Arthur Ashe Stadium nesta quarta-feira, em jogo válido pelas quartas de final do Grand Slam nova-iorquino. Diferente do que aconteceu na final de 2014, Nishikori conseguiu dar o troco no rival. O japonês e 28 anos e 19º do ranking superou o croata, número 7 do mundo, com parciais de 2/6, 4/6, 7/6 (7-5), 4/6 e 6/4 em 4h07 de partida.

Esta é a terceira semifinal de Grand Slam na carreira de Nishikori, sendo que todas elas aconteceram em Nova York. Além do vice-campeonato há quatro anos, ele parou na penúltima rodada em 2016. Seus possíveis adversários são Novak Djokovic e John Millman. O japonês tem apeans duas vitórias em 16 jogos contra o sérvio e venceu os dois duelos anteriores diante do australiano de 29 anos e número 55 do mundo.

Cilic foi dominante no começo de partida. Bastante eficiente em seu saque e muito superior nas trocas de fundo, o croata perdeu apenas três pontos em seus games de serviço durante o primeiro set e liderou a estatística de winners da parcial por 13 a 4. O campeão de 2014 também aproveitou o fato de Nishikori só colocar 39% de primeiros serviços em quadra para vencer 11 dos 23 pontos jogados nos games de saque do japonês e conquistar duas quebras.

O início do segundo set teve o mesmo roteiro, já que Cilic seguia sendo o jogador mais agressivo em quadra, mas Nishikori já mostrava maior consistência de fundo e confiança para tentar definir os pontos. Novamente, o croata foi o primeiro a quebrar para liderar por 4/2, mas a vantagem caiu por terra logo na sequência, em um game com quatro erros seguidos. Depois de confirmar o serviço sem sustos, o japonês contou com outra série muito ruim do adversário, que fez dois erros não-forçados e uma dupla falta para voltar a perder o saque e, posteriormente, o set.

Nishikori quebrou logo na abertura no terceiro set e teve duas chances de ampliar a vantagem na parcial, mas não as aproveitou. Cilic reagiu vencendo três games seguidos, com apenas três pontos perdidos nesse intervalo. Depois disso, os dois jogadores confirmaram seus serviços rapidamente até a definição no tiebreak. Praticamente todos os pontos do game-desempate foram definidos pela raquete croata, já que Cilic fez duas duplas faltas seguidas e mais três erros. As exceções foram um ace de Nishikori ainda no início e um winner de devolução no set point.

O roteiro do quarto set foi muito parecido com o do primeiro, com Cilic novamente muito firme no saque e oferecendo poucas chances. O croata permitiu apenas quatro pontos em seus games de serviço, e somente um quando colocou o primeiro saque em quadra, além de liderar a estatística de winners por 10 a 4. A quebra conquistada no sétimo game veio no momento em que Cilic tirou um pouco o peso da bola e jogou com mais margem de segurança.

A parcial decisiva começou favorável a Nishikori, que cedeu apenas dois pontos em seus três primeiros games de serviço e ainda conseguiu uma quebra para liderar por 4/1. O japonês ainda teve um break point que poderia deixá-lo bem perto da vitória, mas cometeu um erro não-forçado em momento crucial. A chance perdida custou caro ao jogador asiático, que viu Cilic reagir e devolver a quebra logo na sequência. O croata voltaria a ter o serviço ameaçado quando perdia por 4/3, mas escapou de qualquer risco com uma sequência de aces. Entretanto, o campeão de 2014 cometeu muitos erros no décimo game e voltaria a ser ameaçado. Tal como aconteceu no fim do terceiro set, um winner de devolução do nipônico deu números finais à disputa.

Comentários